Projetos de Pesquisa

De MediaWiki do Campus São José
Ir para: navegação, pesquisa

Alterações de Materiais com Radiações Ionizantes

Radiações ionizantes são aquelas que têm energia suficiente para gerar ionização, arrancando elétrons dos átomos onde incidem. Devido à incidência das mesmas, diversos fenômenos podem ocorrer e levar a alterações químicas e físicas em materiais: aquecimento, iniciação de reações químicas, alterações estruturais, quebras de ligações químicas, etc. Esse projeto visa analisar as mudanças causadas por esse tipo de radiação em diferentes materiais de interesse: polímeros, gelos astrofísicos, moléculas biológicas, etc. As radiações ionizantes aplicadas são as que podem simular diferentes ambientes naturais, como diferentes cenários espaciais e emissões solares. O projeto é uma parceria entre Instituto Federal de Santa Catarina (câmpus SJ) e a Universidade Federal de Santa Catarina, ocorrendo em laboratórios dessas duas instituições e ainda de outras, como a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e o Laboratório Nacional de Luz Síncrotron.


Coordenador:

   Marcelo Girardi Schappo


Análise de produções acadêmicas sobre o Ensino de Química em TCCs de estudantes de licenciatura do IFSC-SJ e em teses e dissertações produzidas no PPGECT da UFSC (2013-2019)

A pesquisa tem por objetivo “analisar a produção acadêmica sobre o Ensino de Química conforme se encontra materializada em Trabalhos de Conclusão de Curso (TCCs) de estudantes de licenciatura do campus São José do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e em Teses e Dissertações produzidas no Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica (PPGECT) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)”. O problema de pesquisa se apresenta pela questão: “quais são os objetos de estudo e as temáticas priorizadas nas referidas produções e quais as metodologias utilizadas e as tendências teóricas que as fundamentam?”. Para responder a essa questão são analisados os elementos pré-textuais das produções, ou seja, seus títulos, palavras-chave e os resumos. A UFSC possui tradição destacada, e de longa data, na formação de educadores e na produção de pesquisas em nível de mestrado e doutorado sobre o Ensino de Ciências incluindo o Ensino de Química, temática contemplada principalmente no Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica (PPGECT/UFSC). Por outro lado, o IFSC iniciou em 2009 sua atuação na formação de professores, com a implantação de cursos de licenciatura em Ensino de Ciências da Natureza, e no campus de São José é criado o Curso com habilitação em Química, que contempla a produção de pesquisas de final de curso. Entende-se, dessa maneira, que o IFSC enfrenta o desafio de inserir-se com qualidade e competência nessa área de formação e pesquisa que já possui uma história no contexto brasileiro e que dispõe de instituições e cursos consagrados, como é o caso do citado programa da UFSC. Sendo assim, traçar o panorama e o perfil das produções de diferentes níveis e de instituições distintas possibilita identificar “estados do conhecimento” a serem avaliados para identificar aproximações e distanciamentos que poderão orientar decisões para as futuras produções de estudantes do IFSC São José, no que se refere aos TCCs. O estudo se fundamenta na Análise de Correspondências Múltiplas (ACM) e na Análise Epistemológica (AE), considerando aporte teórico em autores como Pierre Bourdieu, Silvio Sanchez-Gamboa, Ludwik Fleck, entre outros. A metodologia de ACM foi muito utilizada por Bourdieu, em diversas de suas obras, para a análise dos espaços sociais. Trata-se de uma técnica de tratamento de dados que permite estabelecer relações estatísticas entre diferentes variáveis categoriais que podem ser analisadas simultaneamente. A partir de Pierre Bourdieu, compreende-se que os agentes envolvidos (orientadores, estudantes e pesquisadores) aderem na realização de suas pesquisas a determinadas regras científicas, tornam-se participantes e praticantes do “jogo científico”. As premissas e orientações teórico-metodológicas são identificáveis mediante a análise epistemológica das produções acadêmicas. Nesse sentido, os conceitos de “estilos de pensamento” e de “coletivos de pensamento”, tomados da epistemologia de Fleck, permitem compreender como os coletivos de pesquisadores compartilham premissas epistemológicas, educacionais e metodológicas que constituem estilos de pensar e maneiras de investigar. A pesquisa sobre a produção científica, destacada por Sanchez-Gamboa como um novo tipo de pesquisa educativa, almeja classificar os novos estudos e, entre outras coisas, verificar o tipo de pesquisa que se realiza, os conteúdos que se desenvolvem e refletir sobre sua utilidade. À sua maneira, Delizoicov considera que é promissor resgatar as pesquisas já feitas para aprofundar a compreensão e caracterização do ensino de ciências no Brasil.


Coordenador:

   Volmir Von Dentz

Integrante - Discente:

   Ediely Teixeira da Silva Alves

Integrantes - Docentes:

   Humberto Luz Oliveira
   Joce Mary Mello Giotto



As práticas de estágio supervisionado nos cursos de licenciatura do IFSC câmpus São José : o processo de formação e constituição da identidade docente

O estágio supervisionado dos Cursos de Licenciatura do IFSC-CSJ foi, no decorrer de sua história, repercu-tindo de forma positiva na formação identitária dos licenciandos, a partir da interação com práticas de “letra-mento pedagógico” (COLAÇO e FISCHER, 2015). Essa é a hipótese da qual partimos, colocando-se a se-guinte problematização: Quais as implicações dos caminhos teórico-metodológicos utilizados nas práticas de estágio no referido curso? O objetivo geral é investigar os caminhos teórico-metodológicos das práticas de estágio das licenciaturas do IFSC-CSJ, a fim de analisar suas implicações na formação e na constituição da identidade docente dos acadêmicos. Esta pesquisa se caracterizará como um estudo de caso do tipo etno-gráfico (ANDRÉ, 1995). Dentre os referenciais que sustentam o eixo teórico da pesquisa destaca-se: Freire (2014), Pimenta e Lima (2004), Contreras (2002), Street (1995), Colaço e Fischer (2015), Bauman (2005). A formação dos professores nos cursos de licenciatura está estabelecida pela Lei Nº 11.892/2008 que cria os IFs, tornando-se de suma relevância pesquisas sobre essas ofertas. Outra demanda urgente que justifica esta investigação é compreender a articulação entre as práticas de estágio do IFSC-CSJ e as novas proposições para a implementação da residência pedagógica estabelecida atualmente no âmbito das política públicas para a formação de professores. Palavras-chave: Estágio Supervisionado, Formação de Professores, Identidade, Residência Pedagógica


Coordenadoras:

   Paula Alves de Aguiar - Coordenadora
   Giselia Antunes Pereira - Coordenadora Adjunta


  • Projeto vinculado ao Grupo de Pesquisa GRIFO


(Ciência)²

Ciencia2.png


O projeto de pesquisa "(Ciência)²" consiste numa proposta de pesquisa para a produção de tirinhas, charges e histórias em quadrinhos de Ciências. O objetivo principal é elaborar materiais que utilizem a linguagem dos quadrinhos para popularizar noções de Ciências, conceitos, fatos e contextos históricos de cunho científico.


Coordenadores:

   Vinicius Jacques - Coordenador
   Humberto Luz Oliveira - Coordenador Adjunto

Integrantes - Discentes:

   Rosalbia Falcão de Oliveira - Roteirista
   João Vitor de Lima - Roteirista
   Gabriel Fleck Gonçalves Seibel - Ilustrador
   Lucas Hass - Ilustrador

Integrantes - Docentes:

   Ana Paula Pruner de Siqueira
   Flávia Maia Moreira
   Giovana Perine Jacques
   João Carlos Bez Batti
   Marcelo Girardi Schappo
   Paulo Henrique Oliveira Porto de Amorim
   Sandra Albuquerque Reis Fachinello
   Vinicius de Gouveia


  • Projeto vinculado ao Grupo de Pesquisa GRIFO


Educação de Jovens e Adultos: análise do perfil socioeconômico dos discentes do PROEJA/IFSC/SJ - uma abordagem interdisciplinar III – A Escola

Após a primeira fase do projeto, coordenado pela psicóloga Karla Garcia Luiz e que utilizou de questionário para fazer um primeiro levantamento estatístico da realidade social dos educando do PROEJA e da segunda fase, por mim coordenada (Prof. dr. Fernando Gonçalves Bitencourt) e que está em andamento, que faz entrevistas com fins de conhecer a história de vida dos nossos discentes, a terceira fase deste projeto de pesquisa objetiva refletir, através da metodologia dos grupos focais, sobre a experiência de nossos alunos de PROJA acerca da proposta didático-pedagógica do IFSC Câmpus São José e dos desafios educacionais postos à educação profissionalizante de jovens e adultos. Portanto, após mergulharmos em suas experiências de vida, cumpre finalmente, ao se compreender a origem sócio cultural de seus pensamentos e concepções, fazer a análise de nosso próprio trabalho a luz do que nos comunicam nossos alunos.


Coordenador:

   Fernando Gonçalves Bitencourt 

Integrantes:

   Elaine Cristina da Silva Bezerra
   Fernando Elias Guckert
   Mariana Schneider
   Viviane Valentina Stupp Martins
   Faber Bernardo Junior
   Yasmim Schmitz