PJI2-EngTel (Plano de Ensino)

De MediaWiki do Campus São José
Ir para: navegação, pesquisa
LogoIFSCCampusSJ.png

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA
CAMPUS SÃO JOSÉ
Curso de Engenharia de Telecomunicações

Plano de Ensino 2020-2

Dados gerais
COMPONENTE CURRICULAR: PJI2 - PROJETO INTEGRADOR II
UCs vizinhas
CARGA HORÁRIA: 2 HORAS/SEMANA 36 HORAS. TEÓRICA = 0 HORAS. LABORATÓRIO = 36 HORAS
PRÉ REQUISITOS: PJI1, RED2, MIC, o aluno deverá estar cursando ou já ter cursado STD
RECOMENDADAS: MPQ
DISCIPLINAS SUCESSORAS: PJI3
MÓDULO ESPECIALIZANTE
Objetivos
  • Integrar os conhecimentos adquiridos no curso através da solução um problema específico multidisciplinar na área de telecomunicações, exercitando competências centrais do perfil do egresso que são: projeto e implementação de sistemas;
  • Posicionar o projeto frente a seus impactos na sociedade e as questões relacionadas à ética, tecnologias abertas e proprietárias, direito autoral, sigilo empresarial, etc.
  • Desenvolver a capacidade de trabalho em grupo, com grau de independência médio em relação ao tutor, e com nível médio de interação entre os grupos. O problema maior será dividido em subproblemas e um grupo deve atuar no contexto deste subproblema e, posteriormente, na integração do sistema como um todo;
  • Familiarizar-se com uma metodologia de desenvolvimento de sistemas;
  • Aplicar os princípios de metodologia de pesquisa.
Ementa
Metodologia de desenvolvimento de projeto. Projeto e implementação de um sistema de telecomunicações. Relação entre ciência, tecnologia e sociedade.
Metodologia
Este PI trabalha os níveis de aplicação, análise e síntese, relacionados a verbos como: implementar, comparar, classificar, derivar, propor (Witt et al., 2006). Neste projeto os alunos devem ser capazes de realizar uma implementação de um sistema usando conhecimentos e ferramentas trabalhadas em diferentes disciplinas, visando resolver um problema específico. Comparar a solução apresentada com outras existentes ou outras equipes. Propor melhorias para o sistema desenvolvido.
O professor da disciplina, atuando como gerente de desenvolvimento, deve selecionar uma metodologia de desenvolvimento de sistemas, adequando-a as seguintes fases:
Fase inicial, no coletivo:
  • Definição do sistema baseado em um problema da área de telecomunicações, identificando os possíveis impactos da solução na sociedade;
  • Definição da metodologia de projeto a ser utilizada;
  • Definição das ferramentas a serem utilizadas, justificando as escolhas;
  • Especificação do sistema;
  • Planejamento do desenvolvimento do sistema (cronograma, recursos);
  • Projeto da arquitetura do sistema;
  • Divisão em grupos, atribuição de tarefas aos grupos;
  • Definição e especificação das interfaces dos subsistemas a serem desenvolvidos pelos grupos.
Fase intermediária, em grupo:
  • Atribuição de tarefas aos indivíduos de cada grupo;
  • Planejamento do subsistema;
  • Projeto, implementação e teste do subsistema;
  • Avaliação do processo de desenvolvimento e gerenciamento de conflitos.
Fase final, no coletivo:
  • Integração do sistema;
  • Identificação de falhas do desenvolvimento do projeto;
  • Avaliação do global sistema, tanto nos aspectos técnicos, como nos aspectos relacionados aos impactos na sociedade e nas questões envolvendo a ética, tecnologias abertas e proprietárias, direito autoral, sigilo empresaria.
Estratégias de ensino utilizadas
Os primeiros encontros consistirão de aulas expositivas e seminários via Internet. Ao fim desta fase inicial, inicia-se o projeto (atividades não presenciais). O objetivo final do projeto é construir um protótipo funcional do produto proposto acompanhado da documentação, a qual deve contemplar a especificação, detalhes da implementação e estratégia de testes. A documentação do projeto é construído ao longo do semestre, tendo entregas intermediárias nos pontos de verificação do andamento do projeto.
Critérios e instrumentos de avaliação
A avaliação é realizada por meio dos documentos entregues, das apresentações realizadas, dos protótipos desenvolvidos e da participação de cada aluno na execução dos projetos. Estas avaliações são realizadas ao longo do semestre, conforme estabelecido no cronograma da disciplina e acordado com as equipes.
Os pontos de verificação são:
  • A0 - Seminário: Estudo e apresentação de temas relacionados com modelagem e desenvolvimento de projeto;
  • A1 - Avaliação do Andamento : Média das avaliações que acontecem a cada duas semanas aproximadamente. As entregas são relacionadas com apresentações da especificação (Casos de uso, diagramas, etc.) e andamento da implementação. Duas notas zero seguidas nessas avaliações sem justificativa configuram abandono da disciplina.
  • A2 - Apresentação Final: Projeto pronto + Apresentação + Relatório Final;
  • A3 - Comportamento / Postura / Organização / Responsabilidade / Cumprimento de Prazos: avaliação realizada pelos professores da disciplina considerando as características acima de cada aluno.
Os conceitos são individuais (alunos no mesmo grupo podem ter conceitos diferentes!), e a avaliação final será uma compilação destes conceitos considerando os seguintes pesos:
Final = (A0 + A1*4 + A2*4 + A3) / 10
Bibliografia Básica
  1. BEZERRA, Eduardo. Princípios de análise e projeto de sistemas com UML. Rio de Janeiro: Campus, 2002. 286 p., il. ISBN 8535210326.
  2. SIMON, David E. An embedded software primer. Boston: Addison Wesley, 1999. 1 CD-ROM. ISBN 020161653X.
  3. BOENTE, Alfredo. Gerenciamento e controle de projetos. Rio de Janeiro: Axcel Books, 2003. 181 p. : il. ISBN 8573231998.
Bibliografia Complementar
  1. LARMAN, Craig; BRAGA, Rosana Vaccare. Utilizando UML e padrões: uma introdução à análise e ao projeto orientados a objetos e ao desenvolvimento iterativo. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2007. 696 p., il. ISBN 9788560031528.
  2. HALLINAN, Christopher. Embedded Linux primer: a practical real-world approach. 2. ed. Upper Saddle River, NJ: Prentice Hall, c2011. 616 p., il. Inclui índice e bibliografia. ISBN 9780137017836.
  3. LEE, Edward A.; SESHIA, Sanjit A. Introduction to Embedded Systems: A Cyber-Physical Systems Approach. 2. ed. Berkeley, CA: LeeSeshia.org, 2015. 589p. ISBN 9781312427402 (disponível on-line)
  4. DEEMER, Pete; BENEFIELD, Gabrielle; LARMAN, Craig; VODDE, Bas. The Scrum Primer: a lightweight guide to the theory and practice of Scrum. 2. ed. InfoQueue.com, 2012. 20p. (disponível on-line)

ANEXOS

Cronograma de atividades
Horário de Aula e Atendimento Paralelo


Curso de Engenharia de Telecomunicações