IER60808 2017-1

De MediaWiki do Campus São José
Ir para: navegação, pesquisa

Dados do Professor

Dados da Disciplina

Laboratórios (simulação e utilizando equipamentos físicos)

Utilizaremos a ferramenta netkit2 já pré-instalada nas máquinas linux dos laboratórios. Siga os passos a seguir para configuração básica:

  1. Para iniciar crie um arquivo chamado "lab.conf" em sua pasta pessoa (pasta "aluno") através de uma ferramenta de edição de sua preferência (gedit, nano, vi ou outro).
  2. Entre com a configuração global básica do netkit2:
    • global[compact]=False #Para que o netkit não compacte os discos rígidos das instâncias
    • global[mem]=32 #Para que cada instância utilize 32MBRAM
    • global[vm]=4 #Para que no máximo 4 máquinas virtuais sejam iniciadas simultâneamente
    • global[clean]=True #Para que os arquivos de inicialização e discos sejam apagados em cada inicialização (será utilizado assim num primeiro momento)
  3. A seguir entre com as demais configurações de computadores, roteadores e switchs que deseja utilizar em sua rede
    1. Estabeleça a segmentação da rede
    2. Configure os endereços das interfaces
    3. Crie as rotas
    • Procure observar a configurações necessárias para cada camada
    1. Enlace: interfaces físicas //exemplo: ip link set eth0 up
    2. Enlace: agregação de enlace
    3. Enlace: VLAN
    4. Enlace: ponte
    5. Enlace: *STP
    6. Rede: endereçamento //exemplo: ip -4 addr add 10.0.20.100/24 dev eth0
    7. Rede: roteamento //exemplo: ip -4 route add 0.0.0.0/0 via 10.0.20.254
  4. Selecione no netkit2 a opção no menu File -> Load and Run, selecione seu arquivo lab.conf que deve ter preenchida a sessão global bem como as demais configurações de seu projeto específico de virtualização
  5. Observe que suas máquinas devem ser instanciadas, uma pasta chamada "lab" deve ter sido criada no mesmo diretório em que se encontra "lab.conf"
    • Caso de não inicialização pode haver erro de sintaxe em seu arquivo "lab.conf"
    • Caso de falha ao rodar procure fechar as instancias e o netkit2, reiniciando o processo do zero
    • Caso tenha optado por não limpar os discos (opção "clean"), pode ser necessário apagar manualmente os discos de suas máquinas

lab.conf de uma rede simples ponto a ponto (sobre ethernet)

Crie uma rede com dois computadores ligados ponto a ponto (utilizando o protocolo ethernet).
Lab.conf de uma rede simples ponto a ponto (sobre ethernet).png

  1. Global

global[compact]=False global[mem]=32 global[vm]=4 global[clean]=True

  1. Equipamentos

computador0[type]=generic computador1[type]=generic

  1. Enlaces

computador0[eth0]=enlace0 computador1[eth0]=enlace0 </syntaxhighlight>

lab.conf de uma rede simples com switch

Crie uma rede simples com dois computadores conectados entre si por um switch.
Lab.conf de uma rede simples com switch.png

  1. Global

global[compact]=False global[mem]=32 global[vm]=4 global[clean]=True

  1. Equipamentos

computador0[type]=generic computador1[type]=generic switch0[type]=switch

  1. Enlaces

computador0[eth0]=enlace0 switch0[eth0]=enlace0 computador1[eth0]=enlace1 switch0[eth1]=enlace1 </syntaxhighlight>


lab.conf de uma rede simples com roteador ipv4

Crie uma rede com dois computadores ligados por um roteador.
Lab.conf de uma rede simples com roteador ipv4.png

  1. Global

global[compact]=False global[mem]=32 global[vm]=4 global[clean]=True

  1. Equipamentos

computador0[type]=generic computador1[type]=generic router0[type]=router

  1. Enlaces

computador0[eth0]=enlace0 computador1[eth0]=enlace1 router0[eth0]=enlace0 router0[eth1]=enlace1 </syntaxhighlight>


lab.conf de uma rede simples com roteador ipv4: testes preliminares

  1. Instancie a rede
  2. Em computador0 e computador1, respectivamente, observe que não há interfaces configuradas (exceto loopback)

$ ip -4 a</syntaxhighlight>

  1. Em computador0 e computador1, respectivamente, observe que não há rotas configuradas

$ ip -4 r</syntaxhighlight>

  • Obs.: Você também pode utilizar os comandos "ifconfig" e "netstat -rn" para verificar as configurações das interfaces e de rotas

lab.conf de uma rede simples com roteador ipv4: configurando as interfaces dos computadores

  1. Em computador0 adicione seu ip

$ ip -4 address add 192.168.1.2/25 dev eth0</syntaxhighlight>

  1. Em computador1 adicione seu ip

$ ip -4 address add 192.168.1.130/25 dev eth0</syntaxhighlight>

  1. Em computador0 e computador1, respectivamente, observe novamente os ips, agora incluindo a interface eth0

$ ip -4 a</syntaxhighlight>

  1. Em computador0 e computador1, respectivamente, observe que ainda não há rotas configuradas (exceto o link de enlace)

$ ip -4 r</syntaxhighlight>

    • Resposta provavel em computador0 mostra que só há link de enlace, não há global: 192.168.1.0/25 dev eth0 proto kernel scope link src 192.168.1.2

lab.conf de uma rede simples com roteador ipv4: configurando o roteador

  1. Em router0 comece dando um comando ? para obter a lista de possíveis comandos
  2. Em router0 observe as interfaces que possui atualmente
  3. show interface </syntaxhighlight>
    • Resposta provavel: eth0 e eth1 estão ativas porém sem endereço
  4. Em router0 observe as rotas que possui atualmente
  5. show ip route </syntaxhighlight>
    • Resposta provavel: 127.0.0.0/8 is directly connected, lo
  6. Em router0 configure a interface eth0
  7. configure terminal

(config)# interface eth0 (config-if)# ip address 192.168.1.1/25 </syntaxhighlight>

  1. Em router0 saia da configuração de eth0 com

(config-if)# quit (config)# interface eth1 (config-if)# ip address 192.168.1.129/25 </syntaxhighlight>

  1. Em router0 volte ao modo administração (CTRL+Z)
  2. Em router0 observe as interfaces que possui atualmente
  3. show interface </syntaxhighlight>
    • Resposta provavel: eth0 e eth1 estão ativas com os endereços 192.168.1.1 e 192.168.1.129
  4. Em router0 observe as interfaces e rotas que possui atualmente
  5. show ip route </syntaxhighlight>
    • Resposta provavel:
      • 127.0.0.0/8 is directly connected, lo
      • 192.168.1.0/25 is directly connected, eth0
      • 192.168.1.128/25 is directly connected, eth1

lab.conf de uma rede simples com roteador ipv4: criando rotas

  1. Em computador0, experimente pingar o roteador

$ ping 192.168.1.1 </syntaxhighlight>

    • Resposta provavel: $ Destination Host Unreachable
  1. Em computador0, crie a rota até o roteador

$ ip -4 r add 0/0 via 192.168.1.1 </syntaxhighlight>

  1. Em computador0, novamente tente pingar o roteador

$ ping 192.168.1.1 </syntaxhighlight>

    • Resposta provavel: $ ping bem sucedido em menos de 1ms
  1. Cancele o ping (CTRL+C)
  2. Em computador0, experimente pingar a interface eth0 do roteador

$ ping 192.168.1.129 </syntaxhighlight>

    • Resposta provavel: $ ping bem sucedido em menos de 1ms
  1. Cancele o ping (CTRL+C)
  2. Em computador0, experimente pingar o computador1

$ ping 192.168.1.130 </syntaxhighlight>

    • Resposta provavel: $ Destination Host Unreachable
  1. Em computador1, crie a rota até o roteador

$ ip -4 r add 0/0 via 192.168.1.129 </syntaxhighlight>

  1. Em computador1, experimente pingar o computador0

$ ping 192.168.1.2 </syntaxhighlight>

    • Resposta provavel: $ ping bem sucedido em menos de 1ms
  1. Em computador0, tente novamente pingar o computador1

$ ping 192.168.1.130 </syntaxhighlight>

    • Resposta provavel: $ ping bem sucedido em menos de 1ms

lab.conf de uma rede simples ponto a ponto (sobre ppp)

Crie uma rede com dois computadores ligados ponto a ponto (utilizando o protocolo ppp).
Lab.conf de uma rede simples ponto a ponto (sobre ppp).png

  1. Global

global[compact]=False global[mem]=32 global[vm]=4 global[clean]=True

  1. Equipamentos

computador0[type]=generic computador1[type]=generic

  1. Enlaces

computador0[ppp0]=enlace0 computador1[ppp0]=enlace0 </syntaxhighlight>


lab.conf de duas subredes roteadas

Lab.conf de duas subredes roteadas.png

  1. Global

global[compact]=False global[mem]=32 global[vm]=4 global[clean]=True

  1. Equipamentos

computador0[type]=generic computador1[type]=generic computador2[type]=generic computador3[type]=generic switch0[type]=switch switch1[type]=switch router0[type]=router

  1. Enlaces

computador0[eth0]=enlace0 computador1[eth0]=enlace1 computador2[eth0]=enlace2 computador3[eth0]=enlace3 switch0[eth0]=enlace0 switch0[eth1]=enlace1 switch1[eth0]=enlace2 switch1[eth1]=enlace3 switch0[eth2]=enlace4 switch1[eth2]=enlace5 router0[eth0]=enlace4 router0[eth1]=enlace5 </syntaxhighlight>

lab.conf de três subredes roteadas (dois ips em uma interface)

Considere a seguinte infraestrutura. A sub-rede 0 é formada pelos computadores 0 e 1, uma rede 10.0.0.0/16. A sub-rede 1 é formada pelo computador 2, uma rede 192.168.6.64/27. A sub-rede 2 é formada pelos computadores 3 e 4 uma 192.168.6.128/25.

Lab.conf de três subredes roteadas (dois ips em uma interface).png

  1. Global

global[compact]=False global[mem]=32 global[vm]=4 global[clean]=True

  1. Equipamentos

router0[type]=router switch0[type]=switch switch1[type]=switch switch2[type]=switch computador0[type]=generic computador1[type]=generic computador2[type]=generic computador3[type]=generic computador4[type]=generic

  1. Enlaces

router0[eth0]=enlace4 router0[eth1]=enlace5 switch0[eth2]=enlace4 switch1[eth2]=enlace5 switch0[eth0]=enlace0 switch0[eth1]=enlace1 switch1[eth0]=enlace6 switch1[eth1]=enlace2 switch2[eth0]=enlace3 switch2[eth1]=enlace6 switch2[eth2]=enlace7 computador0[eth0]=enlace0 computador1[eth0]=enlace1 computador2[eth0]=enlace2 computador3[eth0]=enlace3 computador4[eth0]=enlace7 </syntaxhighlight>

lab.conf cascateando roteadores

Considere a seguinte infraestrutura. A sub-rede 0 é formada pelos computadores 0 e 1, uma rede 10.0.0.0/16. A sub-rede 1 é formada pelo computador 2, uma rede 192.168.6.64/27. A sub-rede 2 é formada pelos computadores 3 e 4 uma 192.168.6.128/25.

Lab.conf cascateando roteadores.png

  1. Global

global[compact]=False global[mem]=32 global[vm]=4 global[clean]=True

  1. Equipamentos

router0[type]=router router1[type]=router switch0[type]=switch switch1[type]=switch switch2[type]=switch computador0[type]=generic computador1[type]=generic computador2[type]=generic computador3[type]=generic computador4[type]=generic

  1. Enlaces

router0[eth0]=enlace4:ip=10.0.255.254/16 router0[eth1]=enlace5:ip=200.0.0.1/24 router1[eth1]=enlace5:ip=200.0.0.2/24 router1[eth0]=enlace8:ip=192.168.6.254/25 switch0[eth2]=enlace4 switch1[eth2]=enlace8 switch0[eth0]=enlace0 switch0[eth1]=enlace1 switch1[eth0]=enlace6 switch1[eth1]=enlace2 switch2[eth0]=enlace3 switch2[eth1]=enlace6 switch2[eth2]=enlace7 computador0[eth0]=enlace0:ip=10.0.0.1/16 computador1[eth0]=enlace1:ip=10.0.0.2/16 computador2[eth0]=enlace2:ip=192.168.6.129/25 computador3[eth0]=enlace3:ip=192.168.6.130/25 computador4[eth0]=enlace7:ip=192.168.6.65/26 </syntaxhighlight>


Laboratório virtual de rastreamento de pacotes roteados

  • Configurar duas redes físicas (com 2 computadores cada) roteadas entre si.
    • Realize configurações de endereçamento de forma persistente, no arquivo "/etc/network/interfaces" (ver seção Comandos/operações úteis)
    • Uma das redes deve ser uma /24 (começando com os octetos 10.1.26.0)
      • Reservar os primeiros 20 endereços para servidores, simular uma das máquinas como um servidor de arquivos a outra como estação de trabalho
      • Endereços de ativos de meio de rede devem ser alocados no final da faixa
    • A outra rede deve ser uma /28 (começando com os octetos 192.168.5.32)
      • Toda a rede dedicada a estações de trabalho
      • Endereços de ativos de meio de rede devem ser alocados no final da faixa
    • Observar segmentação de rede (padrão de endereçamento, reservas, endereços de broadcast e rede)
    • Obter dump de comunicação comentando as mensagens geradas nos diferentes ensaios
      • Realizar ping
      • Realizar copia de arquivo usando ssh
      • Realizar troca de mensagens via netcat
  • lab.conf:
  1. Global

global[compact]=False global[mem]=32 global[vm]=4 global[clean]=True

  1. Equipamentos

computador0[type]=generic computador1[type]=generic computador2[type]=generic computador3[type]=generic switch0[type]=switch switch1[type]=switch router0[type]=router

  1. Enlaces

router0[eth0]=enlace0_0 computador0[eth0]=enlace0_1 computador1[eth0]=enlace0_2 router0[eth1]=enlace1_0 computador2[eth0]=enlace1_1 computador3[eth0]=enlace1_2 switch0[eth0]=enlace0_0 switch0[eth1]=enlace0_1 switch0[eth2]=enlace0_2 switch1[eth0]=enlace1_0 switch1[eth1]=enlace1_1 switch1[eth2]=enlace1_2 </syntaxhighlight>

Orientações para uso do netcat nos ensaios

  • Certifique-se de que os computadores estejam visíveis na rede
  • No computador servidor entre com o comando de "listening" configurando uma porta de sua preferência nc -l porta </syntaxhighlight>
  • No computador cliente entre com o comando para estabelecimento de conexão com um servidor através do ip do servidor e da porta estabelecida nc ip porta </syntaxhighlight>

Orientações para cópia de arquivos via SSH nos ensaios

  • Certifique-se de que os computadores estejam visíveis na rede
  • Certifique-se de no servidor haver um usuário para realização de conexão (não pode ser o root)
    • Se necessário crie um usuário adduser nome_do_usuario </syntaxhighlight> entre em seguida com a senha e demais campos. Se quiser testar se o serviço SSH está ativo, na própria máquina realize o comando "ssh nome_do_usuario@localhost". Se experimentar problemas reinicie o serviço SSH "service ssh restart". Você também pode ir na máquina cliente e realizar uma conexão ssh direta para certificar o funcionamento "ssh nome_do_usuario@ip", será solicitado a senha. Verifique se a conexão foi estabelecida, dê o comando exit para desconectar.
  • Certifique-se de haver algum arquivo para ser copiado. Você pode criar um arquivo texto qualquer usando por exemplo o editor nano nano nome_arquivo </syntaxhighlight> digite então um conteúdo qualquer em texto e depois CTRL+X, confirmando que deseja salvar o arquivo.
  • No computador cliente entre com o comando para cópia de arquivos via SSH scp nome_do_usuario@ip:nome_arquivo .</syntaxhighlight> Observe que o ip deve ser o da máquina servidora do arquivo. No final do comando há um "ponto final" que representa o caminho da pasta de destino a ser copiado o arquivo, neste caso a pasta em que o comando scp está sendo rodado.

Laboratório virtual de um AS completo

Obtenha o arquivo lab.conf da aula 0 para configurar a rede apresentada.

<graphviz> graph 0203 { r0rot0 [label="roteador 0 [r0rot0]",shape=Mrecord] r0swi0 [label="switch 0 [r0swi0]",shape=Mrecord] r0swi1 [label="switch 1 [r0swi1]",shape=Mrecord] r0swi2 [label="switch 2 [r0swi2]",shape=Mrecord] r0srv0 [label="servidor 0 [r0srv0]",shape=Mrecord] r0est0 [label="estacao 0 [r0est0]",shape=Mrecord] r0est1 [label="estacao 1 [r0est1]",shape=Mrecord] r0est2 [label="estacao 2 [r0est2]",shape=Mrecord]

r0rot0 -- r0swi0 [label="100,200,150",fontcolor=red,color=red] r0swi0 -- r0swi1 [label="100,200,150",fontcolor=red,color=red] r0swi0 -- r0swi2 [label="100,200,150",fontcolor=red,color=red] r0swi1 -- r0swi2 [label="100,200,150",fontcolor=red,color=red] r0swi1 -- r0srv0 [label="150",fontcolor=blue,color=blue] r0swi2 -- r0est0 [label="200",fontcolor=blue,color=blue] r0swi2 -- r0est1 [label="100",fontcolor=blue,color=blue] r0swi2 -- r0est2 [label="100",fontcolor=blue,color=blue] } </graphviz>

Legenda: azul = untagged vlan, vermelho = tagged vlan.

No netkit sua rede ficará desta forma:

Laboratorio virtual de um AS completo.png

Aula 0

Nesta aula vamos discutir o experimento que faremos nas próximas aulas e como utilizaremos o netkit2 nas simulações.

  1. Obtenha o banch
    1. Acessando o endereço clique em "clone or download" e depois na opção "Download ZIP"
    2. Baixe o arquivo na pasta downloads de sua máquina
  2. Descompacte o arquivo, mova o conteúdo para uma subpasta sua na área "SALVE SEUS ARQUIVOS AQUI"
  3. Inicie o NetKit2, clique em "File" -> "Load only" e procure pelo arquivo lab.conf que você colocou em sua subpasta
  4. Observe se o grafico (File -> Graph) está condizente com o projeto, inicie e rede (Network -> Start)
    • As máquinas devem todas subir, são 3 estações de trabalho, 3 switches, 1 servidor e 1 roteador
    • Neste momento as máquinas devem estar todas zeradas, sem qualquer configuração, você pode explorar com os comandos que conhece
  5. Feche completamente o NetKit2
  6. Navegue até a pasta /tmp/Redes8aIntegrado/lab, esta pasta acabou de ser criada no momento que você rodou esta rede
  7. Apague todo o conteúdo desta pasta
  8. Vá até sua subpasta onde está o conteúdo do github, obtenha os arquivos startup copiando para a pasta /tmp/Redes8aIntegrado/lab
  9. Suba a rede novamente
    • As máquinas agora já possuem alguma configuração, você pode explorar ips e rotas, tudo isso foi criado através de comandos linux que foram carregados na inicialização das VMs.

Aula 1

Nesta aula vamos configurar o ip e rota padrão das estações de trabalho, roteador, deixando switches com configuração padrão. Fazer máquibas se falarem independente da sub-rede;

  1. Abra o netkit, carregue o lab.conf que foi baixado do github
  2. Remova todos os arquivos do diretório /tmp/Redes8aIntegrado/lab
  3. Copie para a pasta referida os arquivos startup obtidos do github
  4. Vamos segmentar estas redes seguindo demanda apresentada no mapa dado
  5. Configurar ip e rota nas estações de trabalho
  6. Configurar ips no roteador
  7. Realizar verificações via ping em todas as sub-redes
    1. Observar que precisamos remover um link de redundância pois sem a configuração devida é um loop

Aula 2

Nesta aula vamos configurar as VLANs 100, 150 e 200 usando tags entre switches. Realizar checagens de transferência de pacotes de forma tagged e untagged.

  1. Abra o netkit, carregue o lab.conf que foi baixado do github
  2. Remova todos os arquivos do diretório /tmp/Redes8aIntegrado/lab
  3. Copie para a pasta referida os arquivos startup obtidos do github
  4. Usando parâmetros netkit configure as vlans untagged (entre switches) e tagged (ligações com terminais).
    • Veja as configurações de VLANs dos dispositivos em $ ip -d link
  5. Teste as comunicações (exemplo de dump na eth0: $tcpdump -nei eth0)
  6. Vamos configurar o roteador manualmente
  7. Teste as comunicações, verifique o tráfego de dados nas diferentes interfaces

Aula 3

Nesta aula vamos configurar o STP e realizar testes de tráfego em diferentes switches.

  1. Abra o netkit, carregue o lab.conf que foi baixado do github
  2. Remova todos os arquivos do diretório /tmp/Redes8aIntegrado/lab
  3. Copie para a pasta referida os arquivos startup obtidos do github
  4. Configurar STP
  5. Teste as comunicações, verifique o tráfego de dados nas diferentes interfaces

Relatório

  • Dividir a turma em grupos (2 a 5 alunos)
  • Na data final os alunos devem entregar um relatório seguindo padrão ABNT (modelo de relatório).
    • No relatório deve constar detalhes do formato de segmentação de rede (padrão de endereçamento, reservas, endereços de broadcast e rede)
  • Utilizar o modelo dado (arquivo lab.conf)
    • Pesquise sobre as tecnologias utilizadas, explique como funcionam, quais as diferentes configurações e modos que suportam
    • Realize testes de simulação de falha de links fazendo captura de pacotes, marque nas capturas dados relevantes que mostram as tecnologias em ação. Utilize printscreens das telas comentando os dados.
  • Modifique o arquivo lab.conf dado para a configuração representada abaixo.
    • Realize testes de simulação de falha de links fazendo captura de pacotes, marque nas capturas dados relevantes que mostram as tecnologias em ação. Utilize printscreens das telas comentando os dados.
    • Explique que vantagens e desvantagens esta estrutura traz, por que poderia ser preferida em alguns casos?
<graphviz> graph 0203 {
r0rot0 [label="roteador 0 [r0rot0]",shape=Mrecord]
r0swi0 [label="switch 0 [r0swi0]",shape=Mrecord]
r0swi1 [label="switch 1 [r0swi1]",shape=Mrecord]
r0swi2 [label="switch 2 [r0swi2]",shape=Mrecord]
r0srv0 [label="servidor 0 [r0srv0]",shape=Mrecord]
r0est0 [label="estacao 0 [r0est0]",shape=Mrecord]
r0est1 [label="estacao 1 [r0est1]",shape=Mrecord]
r0est2 [label="estacao 2 [r0est2]",shape=Mrecord]
r0rot0 -- r0swi0 [label="100,200,150",fontcolor=red,color=red]
r0swi0 -- r0swi1 [label="200,150",fontcolor=red,color=red]
r0swi0 -- r0swi2 [label="100",fontcolor=red,color=red]
r0swi1 -- r0swi2 [label="200,150",fontcolor=red,color=red]
r0swi1 -- r0srv0 [label="150",fontcolor=blue,color=blue]
r0swi2 -- r0est0 [label="200",fontcolor=blue,color=blue]
r0swi2 -- r0est1 [label="100",fontcolor=blue,color=blue]
r0swi2 -- r0est2 [label="100",fontcolor=blue,color=blue]}</graphviz>

Trabalho sobre redes sem-fio (Trabalho curricular)

Este é um trabalho curricular cuja nota será de até 1 ponto adicional na média. Além de ajudar a melhorar o conceito pode ajudar alunos com baixo índice para aprovação.

  • Na data final os alunos devem entregar um relatório padrão ABNT (modelo de relatório).
  • O relatório deve contemplar parte teórica sobre WLAN (Wireless Local Area Network).
    • Introdução as redes wireless
    • Histórico de evolução de padrões
    • Protocolo de acesso ao meio
    • Distância, Obstáculos, Segurança, e outros parâmetros relevantes
  • Implemente uma rede doméstica na prática
    • Realize uma configuração básica de um roteador wi-fi para uma faixa de ip de sua escolha (configuração básica DHCP)
    • Conecte um computador via cabo na interface ethernet e um outro dispositivo via wireless
    • Realize testes de comunicação e dump via tcpdump ou wireshark
    • Discuta os resultados

Material de aula

Comandos/operações úteis

comando ip

Mostrar as configurações de todas as interfaces de rede ativas ou não # ip a </syntaxhighlight> Adicionar um ip a uma interface de rede (modo não persistente) # ip a add 192.168.0.1/24 dev eth0</syntaxhighlight> Remover um ip a uma interface de rede # ip a del 192.168.0.1/24 dev eth0</syntaxhighlight> Desativando uma interface de rede # ip link set dev eth0 down</syntaxhighlight> Ativando uma interface de rede # ip link set dev eth0 up</syntaxhighlight> Modificando endereço MAC de uma interface (interface precisa estar desativada) # ip link set dev eth0 address 00:0c:13:45:5b:b6</syntaxhighlight> Adicionando rota padrão (pode-se usar 0/0 no lugar de default) # ip route add default via 192.168.0.254</syntaxhighlight> Adicionando rota estática para uma determinada sub-rede # ip route add 10.0.0.0/24 via 192.168.0.254 dev eth0</syntaxhighlight>

comando para verificar configurações das interfaces de rede

Usando comando ip # ip a</syntaxhighlight> Usando ifconfig # ifconfig</syntaxhighlight> Usando nmcli (controlador do networkmanager) # nmcli device show</syntaxhighlight>

Habilitar/desabilitar/reiniciar interfaces

Comandos ifdown e ifup # ifdown eth0 && ifup eth0</syntaxhighlight> Comando ip # ip link set dev eth0 down && ip link set dev eth0 up</syntaxhighlight> Comando networking restart - considerado obsoleto # service networking restart</syntaxhighlight> Comando network restart # /etc/init.d/network restart</syntaxhighlight> Pelo comando ifconfig # ifconfig eth0 down && ifconfig eth0 up</syntaxhighlight>

Configuração estática persistente

Para tornar as configurações de rede persistentes, ou seja, manter as configurações mesmo se a máquina for reiniciada deve-se editar o arquivo /etc/network/interfaces conforme exemplo abaixo (após editar deve-se reiniciar a interface): auto eth0 iface eth0 inet static

  network 191.36.8.32
  address 191.36.8.36
  gateway 191.36.8.62
  broadcast 191.36.8.63
  netmask 255.255.255.224
  dns-nameservers 191.36.8.2
  dns-nameservers 191.36.8.3</syntaxhighlight>
Ferramentas / utilitários

Calculado de endereçamento (rede, ip, mascara, broadcast) # ipcalc 191.36.8.36/27</syntaxhighlight>

Material suplementar