ALG-EngTel (Plano de Ensino)

De MediaWiki do Campus São José
Ir para: navegação, pesquisa
LogoIFSCCampusSJ.png

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA
CAMPUS SÃO JOSÉ
Curso de Engenharia de Telecomunicações

Plano de Ensino

Dados gerais
COMPONENTE CURRICULAR: ALG - ÁLGEBRA LINEAR
CARGA HORÁRIA: 3 HORAS/SEMANA 54 HORAS. TEÓRICA = 54 HORAS. LABORATÓRIO = 0 HORAS
UCs vizinhas
CÓDIGO: ALG29002
PRÉ REQUISITOS: GAL
DISCIPLINAS SUCESSORAS: SIS1, CIE1*
MÓDULO BÁSICO
Objetivos
  • Instrumentalizar o aluno para a aplicação dos conceitos matemáticos nas disciplinas subsequentes do curso de Engenharia de Telecomunicações-IFSC/São José;
  • Familiarizar-se com a escrita matemática formal;
  • Desenvolver a capacidade de raciocínio abstrato (lógico-matemático) como um todo;
  • Utilizar conceitos geométricos para introduzir conceitos algébricos;
  • Demonstrar e aprofundar na algebrização de noções geométricas;
  • Promover a utilização dos conceitos em aplicações simples;
  • Estabelecer relações com os conceitos matemáticos já apreendidos no ensino básico;
  • Compreender os principais resultados relacionados a espaços vetoriais, transformações lineares, operadores lineares; diagonalização.
Ementa
Sistemas de Equações Lineares. Espaço vetorial. Transformações lineares. Operadores lineares. Mudança de base. Autovalores e autovetores de um operador. Diagonalização. Aplicações.
Conteúdo Programático
1.Revisão de matrizes e operações com matrizes. Determinantes. Inversão de matrizes. Matrizes inversas. Operações elementares (6h).
2.Sistemas de equações lineares. Escalonamento através de operações elementares (6h).
3.Espaços vetoriais, combinação linear. Dependência linear, subespaços gerados. Bases e dimensões de espaços vetoriais e mudanças de bases (6h).
4.Transformações lineares: a matriz de transformação linear. Núcleo e imagem. Transformação linear no plano e no espaço (6h).
5.Operadores lineares. Operadores simétricos: projeção R2 e R3, reflexão no R2 e R3. Operadores ortogonais: rotação no R2 e R3 (6h).
6.Mudança de base (6h).
7.Autovalores e autovetores de uma transformação linear (6h).
8.Diagonalização de matrizes (6h).
Avaliações (6h).
Estratégias de ensino utilizadas
Aulas expositivas e dialogadas com o uso de lousa, giz, projetor multimídia, resolução de exercícios e utilização do software matemático geogebra.
Avaliação
2015-1

Instrumentos de Avaliação

Serão utilizados os seguintes instrumentos de avaliação:

  • Exercícios: A1, A2, A3, A4, A5, A6, A7, A8, A9 e A10 (um ponto no máximo para cada exercício);
  • notas parciais: N1 = A1+A2+A3+A4+A5 e N2 = A6+A7+A8+A9+A10;
  • recuperações: R1(recupera N1) e R2(recupera N2);
  • médias parciais: M1(é a maior nota entre N1 e R1) e M2(é a maior nota entre N2 e R2);
  • Média final: M = M1+M2.

Apresentação dos Critérios de Avaliação

As avaliações ocorrerão durante todo o semestre e não terão Dara anunciada. Não haverá uma recuperação final. As avaliações devem apresentar todos os cálculos de maneira clara e organizada. Do contrário, elas serão consideradas incorretas. Os exercícios (A1, ..., A10) consistem na resolução, em classe, de exercícios solicitados pelo professor. Cada exercício valerá no máximo um ponto. A definição da notas será da seguinte forma:

  • Ao término dos exercícios A1, ..., A5, será definido a N1 = A1+A2+A3+A4+A5. A seguir, haverá R1 que recuperará N1. M1 será a maior nota entre N1 e R1;
  • ao término dos exercícios A6, ..., A10, será definido a N2 = A6+A7+A8+A9+A10. A seguir, haverá R2 que recuperará N2. M2 será a maior nota entre N2 e R2;
  • a média final será M = M1 + M2.
2014-2

Instrumentos de Avaliação

Serão utilizados os seguintes instrumentos de avaliação:

  • Provas P1, P2 e P3 com datas definidas pelo professor durante o semestre;
  • Recuperações R1, R2 e R3 realizadas no fim do semestre;
  • Elaboração do tutoria “Curvas de Nível”.

Apresentação dos Critérios de Avaliação

Serão realizadas as provas P1, P2 e P3 com datas definidas pelo professor. No final da fase, caso o aluno precise, cada prova terá uma e apenas uma prova de recuperação, ou seja, haverá as recuperações R1, R2 e R3 relativas respectivamente a P1, P2 e P3. Em equipe de quatro alunos, deverá ser elaborado um tutorial em forma de vídeo relativo ao assunto curvas de nível. A equipe deverá escolher um software livre. A construção desse trabalho será durante o semestre com uma data limite para sua entrega. O aluno que não respeitar essa data terá conceito D nesse trabalho e irá reprovar na disciplina. No final da fase, baseado nos conceito obtidos nas provas e recuperação(ões) e no tutorial o professor definirá um conceito final (A, B, C, ou D). O aluno que obter conceito final D será considerado reprovado na disciplina. No fim do semestre, o aluno que tirar conceito D em alguma prova deverá tirar mais que D nas respectivas recuperações para não ser reprovado. O aluno que tirar conceito D no tutorial será reprovado.

2012-2-2014-1

Instrumentos de Avaliação

Serão utilizados os seguintes instrumentos de avaliação:
  • Provas com datas definidas pelo professor;
  • Controle de Atividades (CA) realizado no decorrer de toda a fase. O CA consiste na entrega de exercícios como tarefa para casa e realização de exercícios em classe.
Cada prova terá um conceito (A, B, C ou D) definido pelo professor. O Controle de Atividade (CA) determinará apenas um conceito (A, B, C ou D) definido pelo professor.
Tanto nas provas quanto no (CA), para que cada questão seja considerada correta, é obrigatório apresentar todos os cálculos de maneira clara e organizada. Do contrário, as questões serão consideradas incorretas.
Nas provas, todos os cálculos deverão obrigatoriamente estar numa folha extra – e não na folha que contém as perguntas. As questões que forem resolvidas na própria folha que contém as perguntas serão consideradas incorretas.
O professor definirá uma data para a entrega dos exercícios tarefa para casa. Caso o aluno entregue a tarefa fora da data definida, essa será considerada incorreta.
O aluno que tirar conceito D no Controle de Atividades (CA) terá conceito final no máximo igual a C.
Para recuperar os conceitos relativos às provas, o professor aplicará alguma forma de recuperação. O referido processo de recuperação das provas acontecerá durante o decorrer da fase de acordo com a forma que o professor julgar adequado.
No final da fase, baseado nos conceito obtidos nas provas, recuperação(ões) e no controle de atividades (CA), o professor definirá um conceito final (A, B, C, ou D). O aluno que obter conceito final D será considerado reprovado na disciplina.

Segunda chamada

Para poder fazer cada recuperação, de acordo com o Art. 52 do Regimento Didático Pedagógico (RDP),

o aluno terá nova oportunidade de prestar atividades de avaliação não realizadas por motivo de doença ou por falecimento de familiares até 2º grau, convocação do judiciário e do serviço militar, desde que: i. comunique em até 5 (cinco) dias letivos, contados do início do afastamento o motivo do impedimento à secretaria do departamento de ensino, pesquisa e extensão do campus; ii. encaminhe em até 2 (dois) dias letivos contados do final do afastamento, um requerimento à coordenadoria de curso, com os documentos comprobatórios do impedimento. § 1º o requerimento deverá indicar a data e horário da avaliação não realizada, o componente curricular e o nome do seu professor. § 2º para comprovação de ausência por motivo de saúde, somente será aceito o atestado médico.


Bibliografia do PPCv2015-2

Bibliografia Básica
  1. Seymour Lipschutz Álgebra linear; 4ª ed. São Paulo:Bookman, 2011. p. ISBN 9788577808335. Qtdade Na Biblioteca para a Disciplina:6
  2. Alfredo Steinbruch Álgebra Linear; 2ª ed. São Paulo:Pearson, 1995. 594p. ISBN 9780074504123. Qtdade Na Biblioteca para a Disciplina:6
  3. Gilbert Strang Álgebra Linear e Suas Aplicações - Tradução da 4ª edição norte-americana; 1ª ed. São Paulo:cengage, 2009. p. ISBN 9788522107445. Qtdade Na Biblioteca para a Disciplina:6
Bibliografia Complementar
  1. PERELMANN, I Aprenda álgebra brincando Curitiba; ed. Curitiba:Hemus , 2001. 185p. ISBN 8528902242. Qtdade Na Biblioteca para a Disciplina:2
  2. Kreyszig, Erwin Matemática superior; ed. Rio de Janeiro:LTC, 1969. p. ISBN . Qtdade Na Biblioteca para a Disciplina:2
  3. Leon Steven J. Álgebra linear com aplicações; 8ª ed. Rio de Janeiro:LTC, 2011. p. ISBN 9788521617693. Qtdade Na Biblioteca para a Disciplina:2
  4. CABRAL, MARCELO; GOLDFELD, PAULO Curso de Álgebra Linear: fundamentos e aplicações; 3ª ed. Rio de Janeiro:UFRJ, 2012. p. ISBN . "Disponível em: http://www.labma.ufrj.br/~mcabral/textos/alglin/livro-ALGLIN.pdf"
  5. Cherney, David ; Tom Denton; Waldron, David Linear Algebra; 1ª ed. [S.l]:, 2013. 410p. ISBN . "Disponível em: https://www.math.ucdavis.edu/~linear/linear-guest.pdf"

Bibliografia Inicialmente Sugerida

Bibliografia Básica
  1. Alfredo Steinbruch Álgebra Linear; 2ª ed. São Paulo:Pearson, 1995. 594p. ISBN 9780074504123
  2. Gilbert Strang Álgebra Linear e Suas Aplicações - Tradução da 4ª edição norte-americana; 1ª ed. São Paulo:cengage, 2009. p. ISBN 9788522107445
  3. Seymour Lipschutz Álgebra linear; 4ª ed. São Paulo:Bookman, 2011. p. ISBN 9788577808335
Bibliografia Complementar
  1. Kühlkamp. Nilo Matrizes e sistemas de equações lineares; 3ª ed. Florianópolis:UFSC, 2012. 156p. ISBN 9788532805683
  2. CABRAL, MARCELO; GOLDFELD, PAULO Curso de Álgebra Linear: fundamentos e aplicações; 3ª ed. Rio de Janeiro:UFRJ, 2012. p. ISBN Disponível em http://www.labma.ufrj.br/~mcabral/textos/alglin/livro-ALGLIN.pdf
  3. Leon Steven J. Álgebra linear com aplicações; 8ª ed. Rio de Janeiro:LTC, 2011. p. ISBN 9788521617693
  4. Howard Anton Álgebra Linear com Aplicações; 8ª ed. Porto Alegre:Bookman, 2012. 786p. ISBN 9788540701694


Projeto de ensino e aprendizagem de matemática com vídeos http://wiki.sj.ifsc.edu.br/index.php/Projeto_Ensino_e_Aprendizagem_de_Matem%C3%A1tica_com_V%C3%ADdeos

ANEXOS

Cronograma de atividades
Horário de Aula e Atendimento Paralelo
Projeto Ensino e Aprendizagem de Matemática com Vídeos


Curso de Engenharia de Telecomunicações