Identificação de moedas via processamento de imagem: abordagem via reconhecimento de texturas

De MediaWiki do Campus São José
Ir para: navegação, pesquisa

Resumo estendido

Na Europa, com a transição para o euro (efetivamente 2002), ocorreu um grande fluxo de moedas no sistema financeiro, no qual necessitava de uma maneira eficiente para a contagem das moedas.

Muitas das técnicas utilizadas para o reconhecimento das moedas levam em consideração as suas características físicas, como o peso e o diâmetro. No entanto, erros podem ser induzidos com a inserção de discos com as mesmas características das moedas. Considerando que a principal informação de uma moeda é o seu selo, o processamento de imagens pode se mostrar eficiente se conseguir o analisar com robustez.

Este trabalho foca no reconhecimento robusto de moedas via processamento de imagens, tendo como base o selo da moeda. O método a ser utilizado para o processamento das moedas será as wavelets, que por suas propriedades únicas é uma boa técnica para reconhecimento de padrões, compressão de imagens e sons, processamento de geometria digital, entre outros.

Este método já foi utilizado em alguns projetos do Curso Superior de Tecnologia em Sistemas de Telecomunicações, como por exemplo, o trabalho do Jânio Anselmo [1].

O trabalho tem por finalidade continuar o estudo do Projeto iniciado pelo aluno Natan Martins Jory [2]. Em seu trabalho o reconhecimento era feito com o raio das moedas, e em casos específicos em que o raio era muito próximo ou igual foi utilizado a diferença de cores. Ele teve êxito na experiência com mais de 50% de acertos nas simulações realizadas. Mas há a ineficiência no caso de moedas falsas, pois reconhece qualquer disco com o mesmo raio como uma moeda verdadeira. Outra dificuldade encontrada é que apenas uma moeda é reconhecida por vez e há a necessidade da presença de outras moedas de referência na imagem com a moeda a ser reconhecida.

Cronograma

Este trabalho seguirá o seguinte cronograma:

Cronograma.png

Base de imagens de moedas

O trabalho desenvolveu uma base de imagens das moedas brasileiras, visando facilitar pesquisas futuras. Foram escaneadas noventa moedas, sendo dez moedas diferentes para cada valor. Cada moeda foi escaneada com oito variações de rotação para cada face, totalizando uma base com 1440 imagens. A base de imagens está disponível em http://bit.ly/IFSCBaseMoedas, sob a licença GPL.

Referências

[1] Anselmo, Janio. Identificação de impressões digitais em tempo real. 2011. Monografia (graduação em sistemas de telecomunicações) – Instituto Federal de Santa Catarina, Campus São José. São José, 2011.

[2] Jory, Natan Martins. Reconhecimento de moedas via processamento de imagens. 2011. Monografia (graduação em sistemas de telecomunicações) – Instituto Federal de Santa Catarina, Campus São José. São José, 2011.

[3] MALLAT, S. G. A Multiresolutional method for singular points detection in fingerprint images. [S.l.], 1989.