Atualização do material bilíngue para atendimento de imigrantes haitianos nos serviços públicos no município de São José

De MediaWiki do Campus São José
Ir para: navegação, pesquisa

O presente projeto tem como objetivo atualizar, ampliar e disponibilizar, via aplicativo (app), o material bilíngue (português e creole) para ser utilizado em programas de saúde da família, emergências, SAMU e acolhimento dos imigrantes pela assistência social. Já foi produzido a primeira versão do material e distribuído para rede municipal de saúde e assistência social do município de São José por meio do projeto de extensão concluído em 2020. Distribuímos de forma impressa o material para as unidades básicas de saúde de SJ e para os CRAS. Além disso, está disponível on-line na wiki do câmpus SJ. Como o material foi muito bem recebido, houve a demanda de inclusão de novos temas, como: saúde mental, documentos necessários na receita federal e saúde na escola. E para ampliar e facilitar o acesso, iremos criar um aplicativo auxiliando tanto os profissionais quanto os usuários do sistema público de saúde. Este projeto nasce uma vez que sabemos que tanto com a Constituição de 1988 como com a Lei Orgânica de Saúde de 1990, que implementou o Sistema Único de Saúde (SUS), a saúde é um direito garantido e universal no Brasil. Da mesma forma, o Brasil é signatário de diversos tratados internacionais de direitos humanos, fazendo-o um local importante de destino de imigrantes, refugiados e apátridas. O acesso aos serviços de saúde também é um direito garantido a estes sujeitos. Contudo, além de várias questões, este acesso encontra também barreiras linguísticas para se tornar efetivo (RISSON, 2018). Essas barreiras se fazem presentes desde o simples fato de preencher o cadastro inicial para a confecção do Cartão Nacional de Saúde, o qual é necessário para ser atendido no SUS, até na hora do atendimento especializado. Assim, facilitar a comunicação entre os usuários do sistema e os profissionais da saúde é o objetivo do produto final deste projeto. Para tanto, já temos parcerias com servidores da secretaria de saúde bem como com dos centros de referência de assistência social (CRAS) de São José e, neste projeto, partimos das suas demandas por ampliação e maior divulgação do material já existente.



Objetivos:


O desenvolvimento deste projeto levará a ampliação do material em português e creole para distribuição nas unidades básicas de saúde, CRAS e escolas de São José, podendo ser divulgado e utilizado em outros espaços e localidades. Essa produção acontecerá tanto no papel quanto em meio digital. Compreendemos que a atenção primária em saúde abarca múltiplas áreas do conhecimento, envolvendo, assim, muitos termos e expressões. Por isso, temos que identificar quais expressões, doenças, sintomas, prescrições médicas são mais frequentes, elegendo as que serão traduzidas. Esta identificação se dará em parceria com os profissionais dos postos de saúde e da assistência social. No primeiro projeto, entendemos que saúde da mulher e do bebê eram conteúdos fundamentais, não só pela importância da temática, mas pelas mulheres haitianas terem mais dificuldade com a língua portuguesa. Assim, elegemos a saúde da mulher - planejamento familiar, exames periódicos e métodos contraceptivos -, puerpério - amamentação e introdução alimentar - como temas dessa primeira versão. Além disso, violência doméstica, vacinação e anamnese para emergência, atendimento infantil e covid-19 também foram selecionados. O produto final deste primeiro projeto está disponível em: http://bit.ly/2Wih6Nj Neste segundo projeto, com o auxílio do(a)s 3 bolsistas, elaboraremos o material gráfico para impressão e para meio digital, incluindo a temática de saúde mental, violência contra criança, documentos necessários para acesso aos serviços básicos e, em parceria com o programa Saúde na Escola, alimentação. Para ampliar e garantir acesso ao material pelos profissionais responsáveis bem como pelos haitianos e haitianas, criaremos um aplicativo gratuito e de fácil compreensão e um cartão com o QRcode que ligará ao aplicativo e ao site da wiki do IFSC-SJ, facilitando o acesso ao produto final deste projeto. Desta forma, pelo menos um dos bolsistas deverá ter conhecimento técnico para produção do aplicativo. O segundo bolsista irá desenvolver o layout do material impresso que contará com ilustrações, vocábulos e pequenas frases nos dois idiomas. O terceiro bolsista será responsável em elaborar material compreensível e atrativo para as crianças e adolescentes que terão contato com o produto final via o projeto programa Saúde na Escola. Para a tradução, iremos contratar um(a) intérprete com fluência nas duas línguas.



Coordenação: Ana Paula Pruner de Siqueira. Coordenadora Adjunta: Sandra Albuquerque Reis Fachinello.Bolsista: Luana Cristina Farias. Colaboradoras externas: Andreza Inez Bezerra Lentez e Vivian da Cas Engelke.