Acesso ao IFSC-CLOUD (NUVEM)

De MediaWiki do Campus São José
(Redirecionado de Acesso ao IFSC-CLOUD)
Ir para: navegação, pesquisa

Link curto: http://bit.ly/IFSC-CLOUD

Alguns passos básicos para acessar softwares do IFSC através da IFSC-CLOUD.

Como acessar a IFSC-CLOUD

Para obter usuário e senha: solicitar ao professor da disciplina ou para o coordenador de projeto.

Para o primeiro acesso acesso será fornecida uma senha que será fornecida a cada usuário. No primeiro login o sistema irá solicitar que seja feita a troca da senha. Neste processo de troca da senha será solicitada a senha antiga e duas vezes a senha nova, que deve ter no mínimo 8 caracteres (letras, números, símbolos, minusculas e maiúsculas). Em seguida o usuário deverá fazer um novo login com a nova senha.

Ao acessar a primeira vez o IFSC-CLOUD, fornece um ECDSA key que é armazenado no arquivo ~/.ssh/known_hosts. Sempre que a CLOUD for reiniciada, será gerada uma nova ECDSA key, e o usuário precisa apagar o arquivo que contem a key antiga digitando em um terminal:

rm ~/.ssh/known_hosts

Cuidados ao encerrar a conexão

  • Ao sair de um dos containeres, verifique através do comando top se não tem alguma aplicação que ficou em execução. Use o comando (top -u SEU_USUARIO_LDAP). É normal ter esses processos sendo executados no seu usuário
         PID USER                PR  NI    VIRT    RES    SHR S  %CPU %MEM     TIME+ COMMAND                               
       23327 SEU_USUARIO_LDAP    20   0  141976   9496   7952 R   0.3  0.0   0:00.02 top                                   
       23303 SEU_USUARIO_LDAP    20   0  187168   7376   5376 S   0.0  0.0   0:00.12 sshd                                  
       23304 SEU_USUARIO_LDAP    20   0  126032   9916   8380 S   0.0  0.0   0:00.04 bash
Para descobrir desde quando um processo seu do linux está sendo executado
ps -eo user,pid,lstart,cmd | grep SEU_USUARIO_LDAP
  • Note que tanto a data como o horário em que o processo foi iniciado aparecem na tela. Use o PID (primeiro campo) para eliminar os processos não desejados.

Se perceber que algum processo está executando no seu login e quiser encerra-lo, use o comando:

killall -ge <COMMAND>

ou

kill -9 <PID>

onde <COMMAND> e <PID> são mostrados pelo comando top

Matlab e Quartus: servidor GNU/Linux

Os aplicativos Quartus e Matlab foram instalados em GNU/Linux, portanto o acesso deve ser feito, de forma combinada, por meio de um cliente SSH e um servidor X local[1].


  • Endereço da nuvem oficial: nuvem.sj.ifsc.edu.br:2224
  • Endereço do servidor nuvem experimental: 191.36.8.33:22, e 191.36.8.33:700 (disponível temporariamente)

Procedimento para uso da nuvem.sj.ifsc.edu.br

O uso da nuvem do IFSC-sj está liberado para todos os alunos do campus São José.

  • Para acesso, deve ser usado o mesmo login e senha utilizada no SIGAA.
  • Recomenda-se utilizar o X2Go (ou ssh -XC) para acessar aos diferentes containeres (portas).
  • Em virtude de não haver garantia de BACKUP na nuvem, recomenda-se que os usuários façam seu próprio BACKUP usando maquinas pessoais ou algum serviço de nuvem público (gdrive, dropbox, etc...)

Acesso via ssh:

  • As portas para aplicações disponíveis até o momento são (2222 - matlab, 2223 - omnet, 2224 - quartus):
Matlab -> ssh SEU_USUARIO_LDAP@nuvem.sj.ifsc.edu.br -p 2222 -XC
Quartus -> ssh SEU_USUARIO_LDAP@nuvem.sj.ifsc.edu.br -p 2224 -XC
Omnet -> ssh SEU_USUARIO_LDAP@nuvem.sj.ifsc.edu.br -p 2223 -XC

Acesso via Cliente X2GO (recomendado):

A forma de acesso mais rápido ao IFSC-CLOUD é utilizando o Cliente X2GO. O procedimento abaixo descreve como instalar este cliente na maquina e como configura-lo para acessar ao CLOUD-IFSC,

  • Baixe o software do site X2Go - everywhere@home. Note que existe Cliente para MS Windows, MacOS X e várias distribuições Linux.
  • Siga as instruções do site para instalar o software.
  • Ao executar o X2GO a primeira vez, configure-o corretamente da seguinte forma:
  • Configure a sessão: [Session > New Session] e configure conforme descrito:
  • Para acesso pelo X2Go é necessário configurar uma sessão para cada uma das aplicações usando a porta correta do container:
  • As portas para aplicações disponíveis até o momento são (2222 - matlab, 2223 - omnet, 2224 - quartus):
Matlab -> porta: 2222
Quartus -> porta: 2224
Omnet -> porta: 2223
  • As configurações abaixo deve ser feita para cada uma das sessões. Os parâmetros não indicados abaixo devem manter o seu valor default. Dependendo da versão do cliente X2Go, pode haver variação na organização das abas.
  • aba Session:
Session name: Quartus (ou Matlab ou Omnet)
Host: nuvem.sj.ifsc.edu.br
Login: SEU_USUARIO_LDAP
SSH port: 2224 (ou 2222 ou 2223)
Session type: [Single application] Command: [    ]xterm
  • aba Connection
Compression Method: 16m-jpeg
  • aba Input/Output:
Keyboard
[x] Configure keyboard 
Model: pc105 Layout: br Variant: [   ]
  • aba Media:
[  ]Enable soun support

Acesso aos arquivos na nuvem

  • Para acessar os arquivos na nuvem de forma gráfica, use um gerenciador de arquivos (nautilus) e insira
   <CRTL-L>  sftp://SEU_USUARIO_LDAP@nuvem.sj.ifsc.edu.br:2222/home/SEU_USUARIO_LDAP
  • A pasta home/SEU_USUARIO_LDAP é comum a todos os conteineres, de modo que ao trocar de aplicação, os seus arquivos ficam em uma pasta home única.
pwd
/home/SEU_USUARIO_LDAP
  • Após ter o X2GO configurado ele pode ser usado para acessar a IFSC-CLOUD.
  • Para acessar a IFSC-CLOUD clique sobre o icone criado no lado direito da tela e digite (seu login e) seu Password: ******
  • Depois de alguns momentos deverá aparecer um terminal.
  • Se estiver na porta 2224, para acessar o quartus 13.0sp1 (versão de 32 bits) digite:
/opt/altera/13.0sp1/quartus/bin/quartus &
  • Se quiser simplificar os próximos acessos, crie um link simbólico digitando:
ln -s /opt/altera/13.0sp1/quartus/bin/quartus quartus
  • A partir desse momento basta digitar quartus para acessar o software.
quartus &


  • Se estiver na porta 2222, para acessar o matlab R2015a (versão de 64 bits) digite no terminal:
 matlab &
  • O Uso desses softwares é autorizado pelo IFSC apenas para alunos que estão cursando disciplinas do campus São José.

PRIMEIRO ACESSO

  • Se não conseguir realizar o acesso, envie um email para "suporte.ti.sje@ifsc.edu.br" com o número de matricula, curso, nome completo e seu login no portal SIGAA para que possa ser liberado o acesso.

Como transferir arquivos do computador local para a CLOUD-IFSC - LINUX

Usando sftp com o gerenciador de arquivos Nautilus

Abra o Nautilus, e tecle [Ctrl]+[L]. Na linha de endereços digite:

sftp://<SeuLoginNaCloud>@nuvem.sj.ifsc.edu.br:2222/home/<SeuLoginNaCloud>

Ao ser solicitado, digite o seu login e senha. Depois navegue até a sua pasta de usuário.

Usando o comando sftp do linux no terminal
sftp <SeuLoginNaCloud>@nuvem.sj.ifsc.edu.br:2222
  • Para navegar nas pastas use os comandos ls e cd.
  • Para fazer o download do arquivo remoto use o comando get.
 get <file_name_CLOUD>
  • Para fazer o upload de um arquivo para a CLOUD use o comando put.
put <file_name_local>
  • Lembre-se que por default a pasta atual é considerada na maquina local.

Como transferir arquivos do computador local para a CLOUD-IFSC - WINDOWS

Use um software de transferência remota de arquivos como o winscp.

Clientes Web

Os navegadores Chromium[2] e Google Chrome[3] possuem uma extensão[4] para executar, em uma aba ou janela, um cliente SSH de forma nativa. Para Firefox, há o add-on FireSSH[5].

Porém, ainda será necessário um servidor X a parte, que será tratado a seguir por plataforma.

Clientes GNU/Linux, *BSD e MacOS X[6]

No ambiente gráfico, que será o servidor X, execute um terminal comum e digite:

ssh -XC seu_login_cloud@191.36.8.33

e informe a senha.

Nota: confirme com yes (literal) na primeira vez que entrar.

Clientes iOS

Já foi testado o clientes SSH na App Store iSSH[7]. Para uso da tela grafica é necessário instalar o servidor X iX11[8], servidor X.

Também existem os clientes ainda não testados Prompt[9], Cathode[10].

Clientes Android

Há vários clientes SSH no Google Play, os que foram testados são JuiceSSH[11], ConnectBot[12] e VX ConnectBot[13]. O JuiceSSH é um pouco mais amigável. Utilizando um destes clientes é possível conectar com máquinas e realizar comandos via terminal.

Para todos estes a configuração é bem simples, basta criar a conexão entrando com o IP externo da máquina OpenStack, o usuário do SO (normalmente ubuntu) e porta (padrão 22). É necessário configurar a identidade para conexão, idealmente utilizar a credencial criada para acesso via PC (arquivo .pem). Neste caso pode-se enviar o .pem por e-mail e baixar o arquivo no celular para adicioná-lo no JuiceSSH ou VX ConnectBot.

Para abrir softwares gráficos rodando no OpenStack em um aparelho Android, é necessário instalar no aparelho um servidor X. Foi testado o XServer XSDL[14] e X Server[15]. Neste caso é necessário utilizar um cliente SSH que tenha a opção de redirecionamento de porta, neste caso foi testado com com VX ConnectBot que traz este recurso gratuitamente. Para funcionamento:

  1. É necessário estar na rede do IFSC já que o servidor OpenStack precisa conseguir acessar o dispositivo Android através do IP
  2. Conecte a máquina OpenStack via VX ConnectBot
  3. Abra o X Server. Serão informados dois comandos que precisam ser realizados na máquina OpenStack. É possível entrar com estes comandos através da própria conexão SSH feita através do VX ConnectBot.
  4. Entre com os comandos "export" dados, digitando diretamente na linha de comando da conexão SSH com a máquina OpenStack, será algo assim:
    • $ export DISPLAY=172.18.230.43:0
    • $ export PULSE_SERVER=tcp:172.18.230.43:4712
  5. Crie um redirecionamento de porta através do VXConnectBot. Opção Port forward: Type=local, Source port=4712 e Destination=127.0.0.1:6000
  6. Abra uma aplicação gráfica através do VXConnectBot e alterne para o app X Server para interagir com a interface

OpenStack openning eclipseIDE by XServer 01.png OpenStack openning eclipseIDE by XServer 02.png

Clientes Windows

Pode-se acessar o servidor com um cliente SSH, o qual pode ser o PuTTY[16]. Sobre o servidor X, recomenda-se o Xming[17] pela sua facilidade de uso e código aberto.

Há, inclusive, um guia de configuração[18] para usá-los de forma integrada.

  • Na ocorrência da falha "error in locking authority file /home/toshiba/.Xauthority" que é apresentada no login de conexão, executar os comandos:
cd /home/ubuntu
mv .Xauthority .Xauthority.old
touch .Xauthority
chown ubuntu:ubuntu .Xauthority
  • Reinicie a máquina com o comando Ctrl+Alt+Del no console do OpenStack


MATLAB

Como executar

Uma vez tendo acesso a IFSC-CLOUD, para acessar o Matlab 2014a digite no terminal

/opt/matlab/R2014a/bin/matlab

ou simplemente

matlab

Uma vez tendo acesso a IFSC-CLOUD, para acessar o Matlab 2015a digite no terminal

/opt/matlab/R2015a/bin/matlab

Dúvidas de como usar o matlab ou alguma função?

Para abrir o help em html, digite na Command Windows:

doc matlab

ou

doc <name_function>

onde <name_function> é qualquer uma das funções do matlab e seus toolboxes disponíveis.


Você pode também fazer o curso FIC MATLAB oferecido pelo campus

Listagem dos tooboxes do IFSC

10 licenças do Matlab 2009
  • MATLAB
  • Simulink
  • Communications Blockset (Transitioned)
  • Communications System Toolbox
  • Computer Vision System Toolbox
  • DSP System Toolbox
  • Data Acquisition Toolbox
  • Embedded Coder
  • Embedded IDE Link (Transitioned
  • Embedded IDE Link CC (Transitioned)
  • Filter Design Toolbox (Transitioned)
  • Image Acquisition Toolbox
  • Image Processing Toolbox9
  • MATLAB Coder
  • MATLAB Compiler
  • Signal Processing Toolbox
  • Simulink Coder
  • Target Support Package (Transitioned)
  • Target Support Package TC6 (Transitioned)
licenças do Matlab 2014/2015
16 licenças do Matlab
  • MATLAB
  • Simulink
10 licenças dos Toolboxes
  • Signal Processing
  • Image Acquisition
  • Image Processing
  • Filter Design HDL Coder
  • HDL Coder
  • HDL Verifier
  • Embedded Coder
  • Neural Network
  • Fixed-Point Designer
  • Symbolic Math
  • Statistics
  • Stateflow
  • Simulink Coder
  • Simulink Real-Time
  • Simscape
  • Instrument Control
  • Curve Fitting
  • Data Acquisition
  • Partial Differential Equation
  • Communications System
  • DSP System
  • Wavelet
  • Matlab Coder

Quartus II - Modelsim - QSIM

Como executar o Quartus II

Na IFSC-CLOUD foram instaladas a versão 13.0sp1 (32 bits e 64bits) do Quartus II, e a versão 10.1d do Modelsim.

  • executar o Quartus (32bits)
 /opt/altera/13.0sp1/quartus/bin/quartus &
  • executar o Quartus (64bits)
 /opt/altera/13.0sp1/quartus/bin/quartus --64bit &
  • executar o Modelsim
/opt/altera/13.0sp1/modelsim_ase/bin/vsim &

OBS: LD_LIBRARY_PATH=/opt/altera/lib32/ é necessário para executar o Modelsim (FONTE: https://wiki.archlinux.org/index.php/Altera_Design_Software#With_freetype2_2.5.0.1-1)

Licença flutuante do IFSC

Ao acessar pela primeira vez o Quartus, é necessário indicar o servidor de licença do IFSC:

1800@license-server.sj.ifsc.edu.br

Se a licença não foi encontrada, verifique a rede. É possível também definir a licença [Tools > License Setup > License File: 1800@license-server.sj.ifsc.edu.br]

Como executar o Modelsim-Altera

O Modelsim v10.1 pode ser acessado diretamente do ambiente de desenvolvimento do Quartus II. No entanto também é possível acessá-lo diretamente do terminal:

vsim

ou usando o caminho completo para a versão ase (Altera Starter Edition).

/opt/altera/13.0sp1/modelsim_ase/bin/vsim

ou usando o caminho completo para a versão ae (Altera Edition).

/opt/altera/13.0sp1/modelsim_ae/bin/vsim

Se ao executar o comando ocorrer alguma mensagem de erro, veja as correções abaixo:

ERRO tipo 1

/opt/altera/13.0sp1/modelsim_ae/linux/vsim
Unable to find the license file.  It appears that your license file environment variable (e.g., LM_LICENSE_FILE) is not set correctly.
Unable to checkout a license.  Vsim is closing.
** Fatal: Invalid license environment. Application closing.

</syntaxhighlight>

Solução:

Definir uma variavel em /etc/bash.bashrc:

export MGLS_LICENSE_FILE=1800@license-server.sj.ifsc.edu.br
ERRO tipo 2

/opt/altera/13.0sp1/modelsim_ae/bin/vsim
** Fatal: Read failure in vlm process (0,0)
Falha de segmentação (imagem do núcleo gravada)

</syntaxhighlight>

Solução:

Obtenha esses arquivos e os armazene em uma pasta do quartus com o nome lib32.

libfreetype.so
libfreetype.so.6
libfreetype.so.6.10.2

Download http://seblu.net/a/arm/2013/10/11/multilib/os/x86_64/lib32-freetype2-2.5.0.1-1-x86_64.pkg.tar.xz

Definir uma variável em /etc/bash.bashrc:

export LD_LIBRARY_PATH=/opt/altera/13.0sp1/lib32


Referências