Relatório da Equipe 2 - Projeto de Integração - Terceira Fase de Redes

De MediaWiki do Campus São José
Revisão de 20h55min de 22 de agosto de 2006 por Jailson (discussão | contribs) (Modelo de Relatório para o Projeto de Integração da Terceira Fase de Redes)
Ir para: navegação, pesquisa

Modelo de Relatório para o Projeto de Integração da Terceira Fase de Redes

escrever o projeto em letra “times New Roman, tamanho 12, espaçamento entre linhas “simples”, espaçamento entre parágrafos 6pt.


Projeto de Integração da Terceira Fase de Redes


Datas

O projeto deverá ser entregue até o dia 27/08/2006. A etapa de implementação se dará entre os dias 04 à 21/09/2006.


Objetivos

Implementar um servidor que ofereça diversos serviços aos seus usuários e que possa ser acessado, por diversos tipos de conexões, por uma página web, simulando condições reais de mercado.

Objetivos Operacionais

Gerência de Redes

 1 - Instalação dos Sistemas Operacionais Linux e Windows em um  mesmo servidor.
 2 - Disponibilidade dos serviços: DNS, Servidor de e-mail, NAT, Roteamento, Squid, SSH, FTP, DHCP, Firewal e Apache.
 3 - Criação de usuários e cotas em disco.
 4 - Criação e utilização de página web para gerenciamento de serviços.
 4.1 A página deve indicar a atual tabela de roteamento.
 4.2 Situaçao de configuração do Firewal.
 4.3 Estado atual das conexões do sistema - via netstat -
 4.4 Serviços em execução sobre o sistema.
 4.5 Conexão com SSH das últimas 24 horas.
 4.6 Conexão  com FTP das últimas 24 horas.
 4.7 Conexão com Apache server das últimas 24 horas.
 4.8  Contagem de acesso à página.
 4.9  Outras informações (tempo de login, registro de login e etc)


Programação de computadores

 1 - Elaboração de scripts para operacionalizar serviços na página web.
 2 - Elaboração de página web em html, com aplicações de outros códigos de programa
     ção.
 3 - Elaboração de scripts com informações dinâmicas utilizando cgi.
 4 - Utilizar programas anti-vírus, anti-spam e spywheres para proteção da rede, com 
     atualização automática.
 5 - Implementar serviços de desfragmentação e limpeza do disco,independente da ação 
     do usuário, em horários de menor uso da rede.
 6 - Fazer verificação de usuários e senhas, arquivos e pastas não utilizadas em um
     período pré-determinado.


Cabeamento Estruturado

 1 - Verificação das instalações disponibilizadas e seu funcionamento.
 2 - Manejo de cabos, nos casos necessários, no rack.


Instalação de Equipamentos de Redes

 1 - Instalação e programação de equipamentos de redes, como roteadores, hubs, modens
     cyclades, mux stdm, antena de rf, placa de rf, e equipamentos para conexão power-line.
 2 - Interligação física entre os equipamentos utilizando cabeamento específico.

Descrição do Projeto

Detalhar o projeto, como será a rede, quais equipamentos serão utilizados, como serão interligados, o que exatamente deve ser configurado e em quais equipamentos. Utilizar esquemas (desenhos) se necessário. (mínimo 2 e máximo 10 páginas )


Etapas de Execução

Gerenciamento de Redes
  • Serviço DNS (Domain Name Service - Serviço de Nome de Domínio)

Este serviço tem por finalidade de traduzir um nome atribuído a um computador, facilmente ententido e memorizado por pessoas, e um endereço IP (válido), entendido por computador. O mesmo ocorre no caso inverso, onde o endereço IP (válido) é traduzido em nomes, exemplificando:

  • www.terra.com.br ==> 200.200.135.0
  • 200.200.135.0 ==> www.terra.com.br

Este serviço funciona com a arquitetura de cliente-servidor, onde um cliente (qualquer computador no mundo) solicita um endereço a um servidor de nome mais próximo de sua rede, onde estão cadastrados em uma lista vários computadores, caso não conste o endereço o próprio servidor encarrega-se de localizar o endereço em outros servidores de DNS (previamente cadastrados) para fornecer uma resposta ao cliente, após um breve tempo.


  • Serviço de E-mail (Postfix)

Este serviço tem por finalidade ofereceer um servidor, que seja responsável pelo armazenamento de e-mails, de clientes cadastrados, até serem lidos por estes com a utilização de programas-clientes, em qualquer computador. No servidor POSTFIX será utilizado o protocolo IMAP4 (Internet Message Access Protocol version 4 - Protocolo de Internet para Acesso de Mensagem versão 04).


  • Serviço de NAT


  • Serviço de roteamento

Este serviço tem por objetivo propiciar um servidor que faça a função de um equipamento (roteador ou router) para a conexão de redes de computadores distintas.


  • Serviço de Squid

Este serviço tem a finalidade de ser um servidor Proxy de uma rede, com protocolos que filtram acessos da rede interna à Internet.


  • Serviço de OpenSSH

Este serviço possibilita ao servidor autenticar o usuário, para o acesso remoto ao computador de uma rede. As funções incluem a emulação de terminal de comando, execução remota de comandos e cópia remota de arquivos.


  • Serviço de FTP (File transport protocol - Protocolo de transporte de arquivo)

Este serviço permite ao servidor autenticar o usuário para transferência de arquivos.


  • Serviço de DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol - Protocolo de Configuração de Host Dinâmico)

Este serviço permite ao servidor alocar um endereço IP, de forma automática, na conexão de um computador à rede. O endereço IP está cadastrado em uma tabela no servidor, no caso da saída do computador da rede, o endereço IP pode ser alocado a outra máquina.


  • Serviço de Firewal

Este serviço propicia ao servidor filtrar pacotes que circulam entre a rede local e pública, com o intuito de impedir vírus, invasão de dados, corrupção de arquivos, entre outros casos.


  • Serviço de Apache (Servidor WWW)

Este serviço permite ao servidor disponibilizar visualização de página HTML por um computador cliente.

Instalação de equipamentos de redes

Programação do roteador Cisco 1750

A programação do roteador de propriedade Cisco pode ser feita através do software-proprietário Cisco, denominado CONFIGMAKER, ou manualmente utilizando HYPERTERMINAL.

A utilização de CONFIGMAKER é relativamente simples, existe um tutorial que deve ser pesquisado para compreender os comandos e as possibilidades desta ferramenta.

Em relação ao HYPERTERMINAL é necessário ser feito configuração dos seguintes parâmetros: VT100, 9600, 8 , N, 1, sem controle de fluxo, sem eco e sem alimentação, posteriormente configure o TCP IP do windows com o nomes dos hosts (PC's), conforme a rede e inclua o gateway (IP do roteador).

1º Modo -

No caso de utilizar a programação do Cisco 1750, através do [configmaker] é necessário complementar este procedimento utilizando-se do [Hyperterminal] e realizando os seguintes comandos:

(Com o roteador ligado)

  • <enter>
  • password: a (ou cisco)
  • enable
  • password: a (ou cisco)
  • configure terminal
  • IP route 10.1.1.1 255.255.255.252 192.168.x.0 (x= 1,2,3.... conforme a configuração dos IP das LAN e WAN)
  • IP route 200.200.x.0 255.255.255.252 192.168.x.0
  • IP route 192.168.x.0 255.255.255.0 200.200.x.0
  • IP route 192.168.x.0 255.255.255.0 200.200.x.0
  • exit
  • copy run start


2º Modo -

Comandos básicos para a configuração manual das interfaces (Utilizar o hiperterminal para esta programação).

Comandos:

  • <enter>
  • password: a (ou cisco)
  • enable
  • password: a (ou cisco)
  • configure terminal
  • interface serial 0 (obs: zero)
  • no shutdown
  • ip adress 200.200.x.x 255.255.255.252
  • bandwidth 64
  • encapsulation ppp
  • interface serial 1 (obs: se estiver em uso)
  • no shutdown
  • ip address 200.200.x.x 255.255.255.252
  • bandwidth 64
  • encapsulation ppp


  • interface ethernet 0 (obs: ou "internet fastethernet0" no caso do Cisco 1750)
  • no shutdown
  • ip address 192.168.x.x. 255.255.255.0
  • interface ethernet 1 (obs: no caso do Cisco 2514)
  • no shutdown
  • ip address 192.168.x.x 255.255.255.0
  • router rip
  • version 2
  • network 200.200.x.0
  • network 200.200.x.0
  • network 192.168.x.0
  • ip route 200.200.x.0 255.255.255.252 192.168.x.0
  • ip route 200.200.x.0 255.255.255.252 192.168.x.0
  • ip route 192.168.x.0 255.255.255.0 200.200.x.0
  • ip route 192.168.x.0 255.255.255.0 200.200.x.0
  • exit
  • copy run start
  • reload
  • (Obs.: Para o roteador aceitar estes comandos inicialmente deve ser apagada a configuração anterior).
  • (Obs.1: Caso tudo esteja correto na primeira linha do hyperterminal estará escrito em inglês <comando> up, <comando> up, do contrário deverá ser verificado os erros.


Configuração do modem Padrão Telebrás 64 kbps/4 fios - Síncrono Fabricante: PARKS

A placa instalada é do tipo BMD 27-1, velocidade de 64 kbps, com relógio interno, com a configuração de jumpers e estrapes impressa na mesma.

ESTRAPE Função Direcionamento Posição
E1 a E15 Seleção de Interface v.35 0-2
E16 a E19 Seleção de Interface v.35 0-1
E20 CT 141 - LAL Habilitado 0-1
E21 CT 140 - LDR Habilitado 0-1
E22 CT 102 Ligado 0-2
E23 Controle de RTS Constante 0-2
E24 Distância Curta 0-1
E25 a E32 Seleção de velocidade 48kbits/64 kbits 0-1


DIP A Função Direcionamento Posição
A1/A Seleção de relógio TX Interno off-off
A3/A4/A5 Seleção de velocidade 64 kbits-v35/v36 off/on/off
A6 Teclas do painel Habilitadas off
A7 Aceita pedido de LDR Habilitada off
A8 Scramber Habilitada on

Obs.01: As teclas do painel dianteiro não deverão estar pressionada durante a configuração.

Obs.02: No modem instalado na COINF durante a instalação do fio AWG ocorre a inversão das cores nos conectores RX e TX.


CONEXÂO PPP

Para realizar uma conexão [PPP] com um cliente e um servidor é necessário ter um cliente com um modem, linha telefônica e um assistente com o servidor. Servidor com os pacotes [PPP] instalados.

Configuração do Cliente Linux via autenticação [PAP]

Primeiramente deve-se instalar o pacote [ppp] se este não estiver instalado. A configuração será feita pelo arquivo [/etc/ppp/options]. No arquivo digite as opções como no exemplo abaixo:

  • modem
  • crtscts
  • lock
  • debug
  • remotename servex #serverx = nome do servidor. Pode-se substituir por endereço IP

Agora é só criar uma conta [KPPP] ou outro discador para Linux e realizar a conexão.

Obs.: no caso do modem ser externo, deve-se informar no [KPPP] porta serial do modem.Ex: /dev/ttySO para COM1.

Configuração do servidor Linux para autenticação [PAP]

Para realizar a configuração do servidor [PPP] no linux é necessário a instalação dos seguintes pacotes [PPP] e mgetty-sendfax.

Para configurar o servidor siga os seguintes passos:

1 - Use o editor de textos de sua preferência para abrir o arquivo [/etc/inittab].

   No innittab você deve incluir uma linha para cada porta utilizada para o PPP, por exemplo,se você pretende utilizar um modem na porta ttyS2, a linha correspondente no inittab deverá ser:

S2:2345:respawn:/sbin/mgetty ttyS2-D /dev/ttyS2

   Caso seja utilizada uma placa multisserial o nome do dispositvo será diferente, por exemplo, uma placa Cyclades se chamará, provavelmente, ttyCn, onde n é um número sequencial.

2 - Após salvar o arquivo e sair do editor de textos, você deve fazer o init ler o [/etc/inittab] novamente para utilizar as novas configurações:

   # init q

3 - Acesse o diretório de configurações do mgetty:

   # cd /etc/mgetty+sendfax

4 - Use o editor de textos de sua preferência para editar o arquivo login.config.

   Ao abrir o arquivo você deve procurar uma linha comentada (iniciada com "#") semelhante a: [#/AutoPPP/ -a_ppp /usr/sbin/pppd auth -chap +pap login debug] ao encontrá-la ,você deve editar retirando o "#" inicial. Note que você pode definir as opções do [PPP] nesta linha. No caso, o [PPP] irá usar autenticação [PAP] usando usuários do /etc/passswd.

Então, entre no arquivo [/etc/ppp/options] coloque as mesmas opções da configuração do cliente, mudando a opção [{remotename}] para o nome do cliente da seguinte forma: [{Remotename clientex}] e finalmente será feita a configuração do login no servidor, que será feita pelo arquivo [/etc/ppp/pap-secrets:

    1. secrets for autentication using PAP
  • client server secret IP addresses
  • "joão" "*" "oliva" "*"

No caso, teremo o login "João" com a senha "oliva" listados para a autenticação. O caracter "*" é utilizado para generalizar as opções Server e IP addresses. Obs.: O usuário deve estar cadastrado no arquivo [/etc/passwd].



Cabeamento

Realizar o cabeamento interligando os equipamentos X, Y e Z.

Levar a linha telefonica até a bancada W.

Identificar cada cabo e tomada com etiquetas.

A identificação será feita seguindo o seguinte código ABC, onde A número da tomada, B equipe, C equipamento final.

Testar os cabos.

Configurar o servidor

(ou alguma função dentro do servidor para ficar mais detalhado)

Abrir o arquivo XXXX, no diretório YYYYY, acrescentar as seguintes linhas:

AAAAAAAAA

BBBBBBBBB

Executar os seguintes comandos:

CCCC

DDDD

Testar o funcionamento da seguinte forma:

Fdklafka

...

Listagem do material utilizados

Detalhar todo o material e equipamentos a serem utilizados ao longo do projeto.

Tabela de Material
Qtde Tipo Discriminação Valor Unitário Sub-total
01 unidade roteador cisco 1750 1150,00 1150,00

Cronograma de Execução previsto

Obs.: Lembre-se de durante a execução do projeto anotar as datas de execução das etapas do mesmo e comparar com o previsto. Isto o ajudará no futuro profissional a melhor avaliar os tempos envolvidos em projetos deste tipo.

Nome da Etapa Semana 1 Semana 2 Semana 3
Cabeamento ..x..x..x
Instalação do SO ..........x x x ..x
Apache ................x ..x
Postfix .....x
Etc.
Nome da Etapa 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Responsável
Instalação de cabo AWG (COINF>Redes01) X     F                             Nelson
Programação roteador cisco 1750 e digitel X X   E                             Andréia
Programação de modens 64 - parks X X   R                             Nelson
Conexão roteador cisco e digitel X X   I                             Nelson
Conexão roteador cisco e modem (COINF) X X   A                             Nelson
Conexão modens (COINF) a (Redes1) X X   D                             Nelson
Conexão modem a roteador cisco(redes1)   X X O                             Nelson
Programação modem v34 X X                                 Nelson
Conexão modem v.34 ao servidor   X                                 Nelson
Instalação do telefone 3381-2828   X                                 Jailson
Conexão do servidor a Cyclades     X   X                           Nelson
Conexão v.34 a HUB 3COM (redes2)     X   X     X                     Nelson
Formatação do Servidor X X                                 Jailson
Instalação Sistemas Op. Windows e Linux X X                                 Jailson
Instalação do Serviço DNS     X   X                           Nelson
Instalação do Serviço SSH     X   X                           Jailson
Instalação do Serviço Firewal         X                           Jailson
Instalação do Serviço NAT               X X                   Nelson
Instalação do Serviço SQUID               X X                   Andréia
Instalação do Serviço DHCP                   X                 Andréia
Instalação do Serviço POSTFIX                   X                 Andréia
Instalação do Serviço FTP                     X               Jailson
Instalação do Serviço Apache                     X X             Nelson
Confecção da página WEB X X X   X     X X X X X     X       Todos
Confecção do Manual do Usuário                               X X X Todos
Relatório Final                               X X X Todos