Mudanças entre as edições de "Empresa Virtual"

De MediaWiki do Campus São José
Ir para: navegação, pesquisa
(Referências Bibliográficas)
 
(4 revisões intermediárias por 2 usuários não estão sendo mostradas)
Linha 6: Linha 6:
  
 
== Resumo ==
 
== Resumo ==
Minutos. Segundos. Esse é o tempo necessários para que a internet nos ponha na onda de mais uma de suas revoluções e novidades. Dentre os assuntos mais recentes se encontram as Empresas Virtuais.
+
Minutos. Segundos. Esse é o tempo necessários para que a internet nos ponha na onda de mais uma de suas revoluções e novidades. Dentre os assuntos mais recentes, se encontram as Empresas Virtuais.
  
 
'''Autor:'''[[Usuário:Detlef|Diego de Brito]]
 
'''Autor:'''[[Usuário:Detlef|Diego de Brito]]
Linha 21: Linha 21:
  
 
== Introdução ==
 
== Introdução ==
No início da década de 60, foi criado nos EUA uma rede interligando os laboratórios de pesquisa do Departamente de Defesa Note-Americano. Com o objetivo e interligar também as universidades a esses laboratórios, essa rede se expandiu. Essa expanção foi tanta que, pouco tempo depois, já interligava laboratórios de de outros países e continentes, tendo por fim se tornar a internet que conhecemos hoje.
 
Durante os últimos 40 anos, a internet vem sofrendo mudanças e aperfeiçoamentos, representando grandes revoluções nos conceitos da época, não só em termos de rede mas como informática em geral.
 
Duas décadas depois, a internet foi liberada para uso comercial. Provedores surgiam nos EUA e a internet se popularizou, chegando no Brasil na década de 90.
 
Hoje, institutos de pesquisas de várias partes do mundo prevêem transações via WEB que atinjam a cifra de 3,2 trilhões de dólares.
 
 
  
 
== MUDANÇAS ==
 
== MUDANÇAS ==
Linha 67: Linha 62:
 
=== Empresa Virtual x Negócios Virtuais ===
 
=== Empresa Virtual x Negócios Virtuais ===
  
As empresas virtuais são confundidas com aquelas montadas na sala de visitas ou no quarto. Embora estas possam, realmente, serem virtuais, o que mais caracteriza este tipo de empresa não é a ausência de escritórios ou instalações físicas. É a capacidade de produzir produtos e serviços sob demanda. No ponto de vista organizacional, aparece sem fronteiras, com constante mutação nos cargos e nas responsabilidades.  
+
As empresas virtuais são confundidas com aquelas montadas na sala de visitas ou no quarto. Embora estas possam, realmente, serem virtuais, o que mais caracteriza este tipo de empresa não é a ausência de escritórios ou instalações físicas, e sim a capacidade de produzir produtos e serviços sob demanda. No ponto de vista organizacional, aparece sem fronteiras, com constante mutação nos cargos e nas responsabilidades.  
 
'''Autor:'''[[Usuário:Detlef|Diego de Brito]] 21:42, 3 Abril 2008 (BRT)
 
'''Autor:'''[[Usuário:Detlef|Diego de Brito]] 21:42, 3 Abril 2008 (BRT)
  
Linha 79: Linha 74:
 
'''Autor:'''[[Usuário:Detlef|Diego de Brito]]
 
'''Autor:'''[[Usuário:Detlef|Diego de Brito]]
  
 +
== Organograma ==
 +
 +
Tanto a maneira de gerenciar como de trabalhar é muito alterada neste tipo de empresa. Em primeiro lugar, desaparece a figura do organograma, que muitos ainda insistem em seguir. Ele é melhor substituído por um desenho de rede. Isto não é apenas figurado. As pessoas devem entender que as fronteiras da organização foram implodidas, ampliadas até o limite do global. Não existem restrições a priori de associação. Não existem inimigos. Existem parceiros que mudam a cada nova solicitação de produto ou serviço. A única coisa que importa é a rapidez no atendimento a uma solicitação e a qualidade. A decorrência dos preços e dos custos terem que ser competitivos é natural, porque os parceiros estarão sempre procurando as melhores ofertas.
 +
 +
[[Imagem:Organograma.jpg]]
  
 
== Exemplos ==
 
== Exemplos ==
Linha 89: Linha 89:
  
 
=== Links ===
 
=== Links ===
 
[http://ucsnews.ucs.br/forumgc/rolando/sld001.htm Apresentação (Slides) sobre o tema]
 
 
[http://www.castro.to/artigos/art_empresavirtual.htm Link3 do Google]
 
  
 
[http://wnews.uol.com.br/site/noticias/materia.php?id_secao=1&id_conteudo=4544 Matéria UOL]
 
[http://wnews.uol.com.br/site/noticias/materia.php?id_secao=1&id_conteudo=4544 Matéria UOL]
  
 
[http://www.skyrme.com/insights/2virtorg.htm Página em Inglês]
 
[http://www.skyrme.com/insights/2virtorg.htm Página em Inglês]
 
[http://wnews.uol.com.br/site/tvwnews/index.php?V=080402-tvt-usocelular]
 
 
[http://www.abepro.org.br/biblioteca/ENEGEP2000_E0079.PDF PDF - Empresas Virtuais x Incubadora Virtual]
 
 
[http://www.skyrme.com/insights/2virtorg.htm Ultima Referência dos Links PDF - EMPRESA VIRTUAL: UMA ESTRUTURA
 
ORGANIZACIONAL EMERGENTE]
 

Edição atual tal como às 19h55min de 15 de maio de 2008

PessoALL, aqui deverá constar todo conteúdo do trabalho sobre Empresas Virtuais.

Lembrando que se forem feitas cópias de texto por favor deixar o link com a referência.
Podem editar o que quiserem do texto, pois fica o histórico de modificações.

Empresa Virtual

Resumo

Minutos. Segundos. Esse é o tempo necessários para que a internet nos ponha na onda de mais uma de suas revoluções e novidades. Dentre os assuntos mais recentes, se encontram as Empresas Virtuais.

Autor:Diego de Brito

Conceito

However, another definition relates to an organisation not having a clear physical locus. Here a typical definition is:

"an organization distributed geographically and whose work is coordinated through electronic communications."

Autor:Farleir Minozzo 21:22, 27 Março 2008 (BRT)

Ref.: Ultima Referência dos Links

Introdução

MUDANÇAS

Que mudanças já estamos percebendo, em direção à empresa virtual? Vejamos:

(1) o conceito tradicional de uma carreira empresarial será alterada, para refletir flexibilidade e adaptabilidade. Daí a dificuldade hoje sentida entre os estudantes em vizualizarem o futuro profissional, que não será visível senão em pequenos saltos, ao contrário da geração passada onde ser um engenheiro mecânico ou trabalhar na Rede Ferroviária, para citar dois exemplos, já predeterminava 15 ou 20 anos de trabalho.

(2) um treinamento mais sofisticado será necessário ao longo de toda a vida profissional. Será impossível manter-se atualizado, num ambiente de mutação tão espetacular, sem um aprendizado contínuo. Então, se isso é verdade, aprender a aprender torna-se uma habilidade a ser adquirida na escola, e deve ser prevalente sobre as demais.

(3) formas de organização multi-disciplinares, tais como as equipes de trabalho formais ou informais,terão crescente poder de decisão, antes reservado a indivíduos no topo da pirâmide.

(4) os critério de seleção de pessoas, cada vez mais, levarão em conta a capacidade de adaptar-se a mudanças.

(5) as centenas de pequenos empreendimentos surgidos no Vale do Silício introduziram o conceito de propriedade compartilhada. São donos desde os investidores de capital de risco, até os executivos, os prodfissionais e os clientes.

CARACTERÍSTICAS

Algumas características das empresas virtuais as distinguem da empresa tradicional. A seguir, elencamos os principais deles, encontrados na literatura:

  • Elas têm uma estrutura hierárquica “plana” em contraposição à estrutura piramidal das empresas tradicionais;
  • Elas são rapidamente estruturadas e não possuem um centro;
  • Elas enfatizam o compartilhamento e a parceria entre os seus membros;
  • São mais associonais que hieráquicas;
  • Requerem o uso de todo o potencial da tecnologia;
  • Buscam a excelência à partir do compartilhamento de “core competence”;
  • São oportunistas devido à maior facilidade de configuração;
  • Baseiam-se na confiança e na interdependência entre os parceiros;
  • Não possuem fronteiras rígidas como as organizações tradicionais;
  • São independentes da localização de facilidades;
  • São dinâmicas;
  • Têm um caráter transitório. Duram enquanto dura o objetivo que as originou’;
  • Possuem uma hierarquia pouco estruturada e de natureza também transitória;
  • É independente das empresas que a compõem.

Autor: Detlef 21:14, 5 Abril 2008 (BRT)

Ref.: Ultima Referencia

Empresa Virtual x Negócios Virtuais

As empresas virtuais são confundidas com aquelas montadas na sala de visitas ou no quarto. Embora estas possam, realmente, serem virtuais, o que mais caracteriza este tipo de empresa não é a ausência de escritórios ou instalações físicas, e sim a capacidade de produzir produtos e serviços sob demanda. No ponto de vista organizacional, aparece sem fronteiras, com constante mutação nos cargos e nas responsabilidades. Autor:Diego de Brito 21:42, 3 Abril 2008 (BRT)

Ref.: Segunda Referência dos Links

Particulariedades

As empresas virtuais são confundidas com aquelas montadas na sala de visitas ou no quarto. Embora estas possam, realmente, serem virtuais, o que mais caracteriza este tipo de empresa não é a ausência de escritórios ou instalações físicas. É a capacidade de produzir produtos e serviços sob demanda. No ponto de vista organizacional, aparece sem fronteiras, com constante mutação nos cargos e nas responsabilidades. Entre as empresas pontocom, como são chamadas essas companhias existentes somente na internet, "pouquíssimas dão lucros e todas prometem ser grandesmáquinas arrecadadoras num futuro que ninguém se arrisca a dizer quando vai chegar" (PADUAN, 2000). Ninguém sabe dizer ao certo se os sites que hoje valem milhões, mesmo deficitários, vão realmente se tornar lucrativos um dia.

Autor:Diego de Brito

Organograma

Tanto a maneira de gerenciar como de trabalhar é muito alterada neste tipo de empresa. Em primeiro lugar, desaparece a figura do organograma, que muitos ainda insistem em seguir. Ele é melhor substituído por um desenho de rede. Isto não é apenas figurado. As pessoas devem entender que as fronteiras da organização foram implodidas, ampliadas até o limite do global. Não existem restrições a priori de associação. Não existem inimigos. Existem parceiros que mudam a cada nova solicitação de produto ou serviço. A única coisa que importa é a rapidez no atendimento a uma solicitação e a qualidade. A decorrência dos preços e dos custos terem que ser competitivos é natural, porque os parceiros estarão sempre procurando as melhores ofertas.

Arquivo:Organograma.jpg

Exemplos

Referências Bibliográficas

LIVROS

Davidow e Malone, The Virtual Corporation

Links

Matéria UOL

Página em Inglês