Mudanças entre as edições de "Cicloqmc"

De MediaWiki do Campus São José
Ir para: navegação, pesquisa
Linha 6: Linha 6:
 
==Programação VII Ciclo de Seminários - 2019/2==
 
==Programação VII Ciclo de Seminários - 2019/2==
  
=== 25/11/2018 - SEGUNDA ===
+
=== 25/11/2019 - SEGUNDA ===
  
 
* 19:00h às 20:20h: ''Modificando Calixarenos e Heterocalixarenos para Reconhecer Ânions''
 
* 19:00h às 20:20h: ''Modificando Calixarenos e Heterocalixarenos para Reconhecer Ânions''
Linha 14: Linha 14:
 
:: Resumo: Será apresentado o mecanismo por trás da afinidade de vários heterocalixarenos frente a ânions com diferentes geometrias e cargas, sendo que para isto empregamos funcionais de densidade modernos com correção de dispersão (DFT-D3BJ). O objetivo é elucidar os fatores responsáveis pelas afinidades calculadas e desenvolver princípios para um design mais racional para receptores de ânions. Nossos sistemas modelos são constituídos por heterocalixarenos atuando como "hospedeiros" com diferentes heteroátomos pontes (O, N, S) e diferentes ânions se comportando como "hóspedes". Análises como EDA, NCI e NBO foram usadas para elucidar as interações entre a cavidade do calixareno e os ânions para investigar a importância dos diferentes modos de ligação (ânion-pi, par isolado elétron-pi, complexos sigma, ligações de hidrogênio, entre outros). Verificamos que introduzindo-se, nas porções arênicas e triazina, grupos que sejam fortes retiradores de elétrons, a interação hóspede-hospedeiro pode ser intensificada. Este resultado também é observado mediante coordenação de um complexo metálico nestes sítios. A natureza física das interações não covalentes envolvidas no reconhecimento de ânions também foi investigada no contexto dos calixarenos “hospedeiros”, empregando-se teoria KS-MO em conjunção com análises de decomposição de energia e nível de teoria DFT com correção de dispersão. Os dados demonstram que as ligações hóspede-hospedeiro mais estáveis ocorrem com hóspedes complexados com rutênio, seguidas por tecnécio e molibdênio. Nossos resultados contribuem para o design de novos hospedeiros organometálicos macrocíclicos com maiores capacidades para o reconhecimento de ânions.
 
:: Resumo: Será apresentado o mecanismo por trás da afinidade de vários heterocalixarenos frente a ânions com diferentes geometrias e cargas, sendo que para isto empregamos funcionais de densidade modernos com correção de dispersão (DFT-D3BJ). O objetivo é elucidar os fatores responsáveis pelas afinidades calculadas e desenvolver princípios para um design mais racional para receptores de ânions. Nossos sistemas modelos são constituídos por heterocalixarenos atuando como "hospedeiros" com diferentes heteroátomos pontes (O, N, S) e diferentes ânions se comportando como "hóspedes". Análises como EDA, NCI e NBO foram usadas para elucidar as interações entre a cavidade do calixareno e os ânions para investigar a importância dos diferentes modos de ligação (ânion-pi, par isolado elétron-pi, complexos sigma, ligações de hidrogênio, entre outros). Verificamos que introduzindo-se, nas porções arênicas e triazina, grupos que sejam fortes retiradores de elétrons, a interação hóspede-hospedeiro pode ser intensificada. Este resultado também é observado mediante coordenação de um complexo metálico nestes sítios. A natureza física das interações não covalentes envolvidas no reconhecimento de ânions também foi investigada no contexto dos calixarenos “hospedeiros”, empregando-se teoria KS-MO em conjunção com análises de decomposição de energia e nível de teoria DFT com correção de dispersão. Os dados demonstram que as ligações hóspede-hospedeiro mais estáveis ocorrem com hóspedes complexados com rutênio, seguidas por tecnécio e molibdênio. Nossos resultados contribuem para o design de novos hospedeiros organometálicos macrocíclicos com maiores capacidades para o reconhecimento de ânions.
  
=== 26/11/2018 - TERÇA ===
+
=== 26/11/2019 - TERÇA ===
  
 
* 19:00h às 21:00h: ''XI Seminário de Estágio das Licenciaturas: Tecendo Saberes, Fazeres e Práticas''
 
* 19:00h às 21:00h: ''XI Seminário de Estágio das Licenciaturas: Tecendo Saberes, Fazeres e Práticas''
Linha 22: Linha 22:
 
:: Local: Hall Central do IFSC São José
 
:: Local: Hall Central do IFSC São José
  
=== 27/11/2018 - QUARTA ===
+
=== 27/11/2019 - QUARTA ===
  
 
* 19:00h às 20:20: ''Aplicações de Plasma em Processos Químicos e Ambientais''
 
* 19:00h às 20:20: ''Aplicações de Plasma em Processos Químicos e Ambientais''
Linha 30: Linha 30:
 
:: Resumo: Muitos dos problemas ambientais que enfrentamos hoje são consequências diretas da intervenção humana nos diferentes ecossistemas do nosso planeta. A emissão de poluentes, sejam eles líquidos e gasosos, constitui um grave problema que aumenta de acordo com o crescimento e fortalecimento da atividade industrial. Precisamos estar sempre buscando novas alternativas para promover a redução desses poluentes e também inovar no desenvolvimento de processos capazes de produzir materiais com valor agregado. Com essa perspectiva, o plasma surge como uma ferramenta interessante e muito versátil. Devido a alta temperatura dos gases, elétrons e da grande quantidade de espécies químicas ativas que o constituem, conseguimos conduzir reações que não seriam possíveis em condições de pressão e temperatura ambientes. Nesta palestra serão abordados tópicos sobre a definição e a classificação do plasma e aplicações realizadas pelo Laboratório de Química de Superfícies e de Plasma do Departamento de Química da UFSC, tanto em escala laboratorial quanto piloto. Destacam-se os seguintes temas: 1) Conversão do gás metano em estruturas de carbono sólido (negro de carbono, grafite, nanotubos) e em gás H2; 2) Modificação de superfícies de grafite, grafeno, nanotubos de carbono e polímeros por plasma frio; 3) Degradação de poluentes em fase líquida e gasosa.
 
:: Resumo: Muitos dos problemas ambientais que enfrentamos hoje são consequências diretas da intervenção humana nos diferentes ecossistemas do nosso planeta. A emissão de poluentes, sejam eles líquidos e gasosos, constitui um grave problema que aumenta de acordo com o crescimento e fortalecimento da atividade industrial. Precisamos estar sempre buscando novas alternativas para promover a redução desses poluentes e também inovar no desenvolvimento de processos capazes de produzir materiais com valor agregado. Com essa perspectiva, o plasma surge como uma ferramenta interessante e muito versátil. Devido a alta temperatura dos gases, elétrons e da grande quantidade de espécies químicas ativas que o constituem, conseguimos conduzir reações que não seriam possíveis em condições de pressão e temperatura ambientes. Nesta palestra serão abordados tópicos sobre a definição e a classificação do plasma e aplicações realizadas pelo Laboratório de Química de Superfícies e de Plasma do Departamento de Química da UFSC, tanto em escala laboratorial quanto piloto. Destacam-se os seguintes temas: 1) Conversão do gás metano em estruturas de carbono sólido (negro de carbono, grafite, nanotubos) e em gás H2; 2) Modificação de superfícies de grafite, grafeno, nanotubos de carbono e polímeros por plasma frio; 3) Degradação de poluentes em fase líquida e gasosa.
  
=== 28/11/2018 - QUINTA ===
+
=== 28/11/2019 - QUINTA ===
  
 
* 19:00h às 20:20h: ''Primeiros Socorros em Sala de Aula''
 
* 19:00h às 20:20h: ''Primeiros Socorros em Sala de Aula''
Linha 38: Linha 38:
 
:: Resumo: Não é incomum que situações adversas de saúde aconteçam em sala de aula. Desmaios, anomalias cardíavas, AVC, obstrução de vias áreas e convulsões são bastante comuns. Ao mesmo tempo, professores que presenciam essas situações costumam não ter o devido preparo para lidar com a situação de forma calma e controlada. Assim sendo, nesta palestra vamos explorar as situações adversas comuns e apresentar ações que podem deixar os professores mais tranquilos e seguros para lidar com elas em sala de aula.
 
:: Resumo: Não é incomum que situações adversas de saúde aconteçam em sala de aula. Desmaios, anomalias cardíavas, AVC, obstrução de vias áreas e convulsões são bastante comuns. Ao mesmo tempo, professores que presenciam essas situações costumam não ter o devido preparo para lidar com a situação de forma calma e controlada. Assim sendo, nesta palestra vamos explorar as situações adversas comuns e apresentar ações que podem deixar os professores mais tranquilos e seguros para lidar com elas em sala de aula.
  
=== 29/11/2018 - SEXTA ===
+
=== 29/11/2019 - SEXTA ===
  
 
* 19:00h às 20:20h: ''Micelas: da Molécula de Surfactante à Síntese de Nanopartículas''
 
* 19:00h às 20:20h: ''Micelas: da Molécula de Surfactante à Síntese de Nanopartículas''

Edição das 21h13min de 5 de novembro de 2019

Seja bem-vindo!
Esta página contém informações e dados sobre os CICLOS DE SEMINÁRIOS EM QUÍMICA, evento do curso de Química do câmpus São José do IFSC.

Logo cicloqmc 2019.png

Programação VII Ciclo de Seminários - 2019/2

25/11/2019 - SEGUNDA

  • 19:00h às 20:20h: Modificando Calixarenos e Heterocalixarenos para Reconhecer Ânions
Tipo: Palestra
Palestrante: Giovanni Finoto Caramori
É formado em química pela Universidade de São Paulo (USP), com doutorado na área pela mesma instituição. Realizou pós-doutorados em São Paulo e também na Alemanha. Atualmente, é professor efetivo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e membro afiliado eleito da Academia Brasileira de Ciências desde 2017. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Química Computacional, atuando em estrutura eletrônica e ligação química em compostos orgânicos, inorgânicos e organometálicos, incluindo tópicos como orbitais naturais de ligação, análise de decomposição de energia, topologia de estrutura eletrônica, aromaticidade, reatividade e análise conformacional.
Resumo: Será apresentado o mecanismo por trás da afinidade de vários heterocalixarenos frente a ânions com diferentes geometrias e cargas, sendo que para isto empregamos funcionais de densidade modernos com correção de dispersão (DFT-D3BJ). O objetivo é elucidar os fatores responsáveis pelas afinidades calculadas e desenvolver princípios para um design mais racional para receptores de ânions. Nossos sistemas modelos são constituídos por heterocalixarenos atuando como "hospedeiros" com diferentes heteroátomos pontes (O, N, S) e diferentes ânions se comportando como "hóspedes". Análises como EDA, NCI e NBO foram usadas para elucidar as interações entre a cavidade do calixareno e os ânions para investigar a importância dos diferentes modos de ligação (ânion-pi, par isolado elétron-pi, complexos sigma, ligações de hidrogênio, entre outros). Verificamos que introduzindo-se, nas porções arênicas e triazina, grupos que sejam fortes retiradores de elétrons, a interação hóspede-hospedeiro pode ser intensificada. Este resultado também é observado mediante coordenação de um complexo metálico nestes sítios. A natureza física das interações não covalentes envolvidas no reconhecimento de ânions também foi investigada no contexto dos calixarenos “hospedeiros”, empregando-se teoria KS-MO em conjunção com análises de decomposição de energia e nível de teoria DFT com correção de dispersão. Os dados demonstram que as ligações hóspede-hospedeiro mais estáveis ocorrem com hóspedes complexados com rutênio, seguidas por tecnécio e molibdênio. Nossos resultados contribuem para o design de novos hospedeiros organometálicos macrocíclicos com maiores capacidades para o reconhecimento de ânions.

26/11/2019 - TERÇA

  • 19:00h às 21:00h: XI Seminário de Estágio das Licenciaturas: Tecendo Saberes, Fazeres e Práticas
Tipo: Apresentações discentes
Supervisores: Paula Alves de Aguiar, Laís Truzzi Silva e Marcos Luis Grams
Resumo: O Seminário de Estágio consiste em socializar os projeto de intervenção criados no processo de Estágio Supervisionado do curso de Química-Licenciatura no semestre corrente. Os projetos serão apresentados em forma de estandes, onde os alunos compartilharão suas experiências de construção e execução de seus trabalhos.
Local: Hall Central do IFSC São José

27/11/2019 - QUARTA

  • 19:00h às 20:20: Aplicações de Plasma em Processos Químicos e Ambientais
Tipo: Palestra
Palestrante: Cezar Augusto de Aguiar Arpini
Químico Industrial formado em 2010 pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Campus de Erechim e mestre em química pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2017. Durante a graduação foi bolsista CNPq atuando em projeto voltado a reutilização de passivos ambientais para a produção de carvão ativado, com elevada área superficial, aplicados na adsorção de corantes têxteis utilizados na indústria local. Durante o mestrado atuou projeto voltado à degradação de poluentes organoclorados em fase gasosa utilizando para isso um reator de descarga de barreira dielétrica. Atuou como químico pesquisador pelo Instituto CarbonoBrasil de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, colaborando em projetos como: Desenvolvimento de processo para destruição de óleo contaminado por organoclorados e, Obtenção de nanoestruturas de grafite a partir da degradação do gás metano em sistema de plasma térmico. Também atuou pela empresa Advanced Nanosystems, no projeto: Desenvolvimento de Nanocompósitos para Aumento da Eficiência Energética de Sistemas Elétricos.
Resumo: Muitos dos problemas ambientais que enfrentamos hoje são consequências diretas da intervenção humana nos diferentes ecossistemas do nosso planeta. A emissão de poluentes, sejam eles líquidos e gasosos, constitui um grave problema que aumenta de acordo com o crescimento e fortalecimento da atividade industrial. Precisamos estar sempre buscando novas alternativas para promover a redução desses poluentes e também inovar no desenvolvimento de processos capazes de produzir materiais com valor agregado. Com essa perspectiva, o plasma surge como uma ferramenta interessante e muito versátil. Devido a alta temperatura dos gases, elétrons e da grande quantidade de espécies químicas ativas que o constituem, conseguimos conduzir reações que não seriam possíveis em condições de pressão e temperatura ambientes. Nesta palestra serão abordados tópicos sobre a definição e a classificação do plasma e aplicações realizadas pelo Laboratório de Química de Superfícies e de Plasma do Departamento de Química da UFSC, tanto em escala laboratorial quanto piloto. Destacam-se os seguintes temas: 1) Conversão do gás metano em estruturas de carbono sólido (negro de carbono, grafite, nanotubos) e em gás H2; 2) Modificação de superfícies de grafite, grafeno, nanotubos de carbono e polímeros por plasma frio; 3) Degradação de poluentes em fase líquida e gasosa.

28/11/2019 - QUINTA

  • 19:00h às 20:20h: Primeiros Socorros em Sala de Aula
Tipo: Palestra
Palestrante: Cb Murilo Augusto Galdino de Souza
Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina
Resumo: Não é incomum que situações adversas de saúde aconteçam em sala de aula. Desmaios, anomalias cardíavas, AVC, obstrução de vias áreas e convulsões são bastante comuns. Ao mesmo tempo, professores que presenciam essas situações costumam não ter o devido preparo para lidar com a situação de forma calma e controlada. Assim sendo, nesta palestra vamos explorar as situações adversas comuns e apresentar ações que podem deixar os professores mais tranquilos e seguros para lidar com elas em sala de aula.

29/11/2019 - SEXTA

  • 19:00h às 20:20h: Micelas: da Molécula de Surfactante à Síntese de Nanopartículas
Tipo: Palestra
Palestrante: Franciane Dutra de Souza
Bacharela em Química pela Universidade Estadual de Maringá, onde, durante a iniciação científica, desenvolveu trabalhos envolvendo determinação de pKa e cinéticas de agregação de corantes xantênicos. Licenciada em Química pela Unopar. Mestra e doutora em Química Orgânica pela Universidade Federal de Santa Catarina, onde trabalhou com micelas de surfactantes dipolares iônicos e com a síntese de nanopartículas metálicas. Foi professora, por três anos do Pré-vestibular Comunitário Integrar em Florianópolis. Foi professora colaboradora por dois anos na Universidade Estadual de Ponta Grossa, onde desenvolveu trabalhos envolvendo nanopartículas de ouro e biossensores. É professora do Instituto Federal de Santa Catarina desde fevereiro de 2018 e iniciou seu trabalho nesta instituição no campus São Carlos, no Oeste catarinense. Desde julho de 2019, integra o quadro de professores do IFSC São José.
Resumo: Surfactantes são moléculas que possuem uma cauda hidrofóbica e uma cabeça polar. Devido a estas características, estas moléculas são capazes de formar micelas: estruturas globulares capazes de solubilizar água ou gorduras, dependendo do meio em que se encontram. Estas estruturas apresentam inúmeras aplicações em nosso dia a dia: desde produtos domésticos, como detergentes, shampoos e cosméticos, à solubilização de fármacos e produtos alimentícios. Aplicações mais sofisticadas das micelas incluem sua utilização na síntese e estabilização de nanopartículas metálicas, catalisadores de reação e na biologia molecular. Nesta palestra, serão apresentados dados sobre a formação de micelas normais e reversas utilizando uma nova classe de surfactantes dipolares iônicos e sua utilização na síntese e estabilização de nanopartículas de ouro e paládio.

Cartaz do Evento

CartazVIICicloQMC.png

Local do Evento

Auditório do Câmpus São José do IFSC.
Rua José Lino Kretzer, n. 608 - Praia Comprida, São José, SC.
(ao lado do Hospital Regional de São José)

O que é o Ciclo de Seminários em Química?

O Ciclo de Seminários em Química é um evento realizado semestralmente no câmpus São José do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC/SJ). Ao longo do ciclo, são realizadas palestras, mesas redondas e minicursos. Os temas tratados se relacionam à pesquisa nas áreas de química e ensino de química, além do compartilhamento de experiências de ensino vividas pelos próprios acadêmicos por meio de iniciação à docência e estágios de docência realizados ao longo da graduação (Seminários de Estágio).

Objetivo do Evento

O objetivo se baseia no seguinte lema: "expandir e aprofundar". A expansão no sentido de ampliar os conhecimentos dos alunos, fazendo-os terem contato com outras áreas da química relacionadas à pesquisa e ao ensino, ao passo que o aprofundamento pode ocorrer também pela revisão de temas já vistos ao longo do curso de graduação, mas tratados no evento de forma aplicada ou aprofundada. Expandir para conhecer mais. Aprofundar para conhecer melhor.

Através do evento também é uma forma de motivar os acadêmicos a continuarem seus estudos, principalmente percebendo que a pesquisa acadêmica (tanto na área de ensino de química quanto em química pura ou aplicada) é algo dentro das suas possibilidades. Mesmo se formando licenciados em química, isso não os impede de continuarem estudos em mestrados e doutorados desenvolvendo trabalhos de pesquisa nas mais diversas áreas.

Público-Alvo

O público-alvo é formado pelos acadêmicos dos cursos de licenciatura de toda a rede IFSC, especialmente os do câmpus São José, do curso de Química.

No entanto, vale destacar que as palestras, mesas redondas e minicursos oferecidos podem permear assuntos de interesse geral, como temas ambientais, tecnológicos e de divulgação científica. Sendo assim, é encorajada a participação de público externo ao curso de química, de qualquer nível de escolaridade. Esse público externo ao curso pode ser tanto servidores e alunos do IFSC quanto a comunidade externa.

Inscrições e Certificação

Por favor, leia com atenção todos os dados abaixo sobre esse tema.

Para participar do evento como ouvinte nas palestras e mesas redondas, NÃO É NECESSÁRIO INSCRIÇÃO.

A inscrição é OBRIGATÓRIA, no entanto, para todos aqueles que desejarem CERTIFICAÇÃO (independentemente de ser público interno ou externo). Para a participação ser certificada, é necessário:

1) Fazer a inscrição no evento: O formulário de inscrição, no link abaixo, deve ser preenchido corretamente.

2) Assinar a lista de presença em CADA EVENTO: Nos dias das palestras, mesas redondas, o participante deve procurar alguém da organização e assinar a lista de presença. Havendo, por exemplo, mais de um evento no mesmo dia (duas palestras, uma mesa redonda e uma palestra, etc), é necessário assinar DUAS VEZES a lista, uma vez para cada um dos eventos. Chegadas com mais de 10 minutos de atraso não geram certificado para o evento!!

Após os certificados ficarem prontos, o participante será avisado por e-mail (importante escrever o endereço de e-mail corretamente na inscrição). Em seguida, basta retirar o certificado que ficará à disposição no LABORATÓRIO DE QUÍMICA do IFSC de São José.

Atenção: Os certificados terão a carga horária EFETIVA de presença do participante. NÃO é uma certificação única total para quem assistir ao mínimo de 75% dos eventos. Os participantes que estiverem presentes em TODOS os eventos do Ciclo, receberão um certificado com a carga horária máxima (12 horas).

Avaliação

A avaliação do evento é feita semestralmente após a ocorrência do ciclo. Um formulário de avaliação é disponibilizado e os participantes podem externar suas opiniões, críticas e sugestões através dele.

Você pode encontrar o resultado da avaliação dos ciclos anteriores no final desta página.

Contato com a Organização

marcelo.schappo@ifsc.edu.br
  • Prof. Dr. Leone Carmo Garcia (Química)
leoqmc@ifsc.edu.br

Ciclos Anteriores

I Ciclo de Seminários em Química - 2016/2

Fotos do Evento

Tabela de Programação Simplificada

Ciclo progI.png

Avaliação dos Participantes

II Ciclo de Seminários em Química - 2017/1

Fotos do Evento

Vídeo da Mesa Redonda sobre Homeopatia

Tabela de Programação Simplificada

CartazIIciclo.png

MesaIIciclo.png

III Ciclo de Seminários em Química - 2017/2

Fotos do Evento

Tabela de Programação Simplificada

CartazIIIciclo.png

IV Ciclo de Seminários em Química - 2018/1

Fotos do Evento

Tabela de Programação Simplificada

Ciclo progIV.jpg

V Ciclo de Seminários em Química - 2018/2

Fotos do Evento

Tabela de Programação Simplificada

CartazVCicloQMC.png

VI Ciclo de Seminários em Química - 2019/1

Fotos do Evento

Livros Apresentados Durante o Evento

Livro 1: Estágios Supervisionados na Formação Docente: Experiências e Práticas do IFSC-SJ
* Livro Disponível para Acesso AQUI
Livro 2: Mecânica Quântica: Uma Iniciação para Ciências Exatas e da Natureza
* Livro Disponível para Compra AQUI
Livro 3: Livro Histórias em Quadrinho: "As Cientistas: Madame Curie" e "Eclipse de Sobral"
* Material "Eclipse de Sobral" Disponível para Acesso AQUI
Livro 4: Cinema, Chá e Cultura
* Livro Disponível para Acesso AQUI

Tabela de Programação Simplificada

CartazVIciclo.png.PNG

Apoiadores do VI Ciclo

Apoio cicloqmc3.png