Aprendizagem baseada em problemas por meio da temática coronavírus: uma proposta para ensino de química

De MediaWiki do Campus São José
Revisão de 15h07min de 17 de dezembro de 2020 por Paula.aguiar (discussão | contribs) (Criou página com ''''Autora:''' Fernando Vasconcelos de Oliveira, Vanessa Candito, Leonan Guerra, Maria Rosa Chitolina Schetinger <br /> '''Resumo:''' A Aprendizagem Baseada em Problemas (...')
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para: navegação, pesquisa

Autora:

Fernando Vasconcelos de Oliveira, Vanessa Candito, Leonan Guerra, Maria Rosa Chitolina Schetinger


Resumo:

A Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP) é uma metodologia de ensino centrada no aluno, promove o pensamento crítico, a resolução de problemas e pode apresentar resultados favoráveis no período de ensino remoto, em virtude da suspensão de atividades escolares. A ABP associada à temática Coronavírus, foi desenvolvida pelo professor da disciplina de Química, com 285 estudantes de Ensino Médio, de uma escola pública do município de São Sepé/RS. Buscou-se avaliar as percepções dos estudantes acerca das atividades, por meio do ensino remoto, comparando a ABP em relação a atividades tradicionais de ensino. Os resultados mostram que o material didático agrega conhecimento a temática atual, e juntamente com a metodologia, estimulam o envolvimento dos sujeitos na busca por respostas. A ABP aliada a temática Coronavírus, permitiu estabelecer novos saberes, o interesse dos estudantes frente as suas atividades escolares, como uma alternativa às metodologias tradicionais.


Palavra Chave: Aprendizagem Baseada em Problemas; Coronavírus; Ensino de Química;


Referências: Oliveira, F. V., Candito, V., Guerra, L., & Schetinger, M. R. C. (2020). APRENDIZAGEM BASEADA EM PROBLEMAS POR MEIO DA TEMÁTICA CORONAVÍRUS: UMA PROPOSTA PARA ENSINO DE QUÍMICA. Interfaces Científicas - Educação, 10(1), 110-123.

Texto completo: Aprendizagem baseada em problemas por meio da temática coronavírus: uma proposta para ensino de química,


VOLTAR PARA ARTIGOS