PTGPROEJ1

De MediaWiki do Campus São José
Ir para: navegação, pesquisa

ARTE CABEÇALHO - Proeja.png

Plano de Ensino de 2017.1

Dados gerais
COMPONENTE CURRICULAR: PROEJ - Português 1ª fase
CARGA HORÁRIA: 2 HORAS/SEMANA 40 HORAS.
Ementa
COMPETÊNCIAS
  • Analisar situações de produção oral e escrita, de leitura e de escuta, visando a uma inserção em práticas de linguagem, através dos gêneros discursivos;
  • Refletir sobre os usos da língua/linguagem e sobre fatores que concorrem para sua variação;
  • Conhecer as estratégias de leitura;
  • Desenvolver habilidade de escrita com o objetivo de construir textos coesos e coerentes.
SABERES
  • Variação linguística
  • Preconceito linguístico
  • Ortografia
  • Flexão verbal e concordância verbal
  • Interpretação de texto
  • Literatura brasileira (introdução)
  • Coesão e coerência textual
Estratégias de ensino utilizadas (Metodologia)
  • Aulas expositivas e dialogadas;
  • Exercícios de escrita e reescrita
  • Debates.
Critérios e instrumentos de avaliação
A avaliação será feita através de:
1) observação contínua;
2) participação e assiduidade nas atividades propostas;
3) Trabalhos individuais e em grupo;
4) Seminários;
5) Produção textual;
6) tarefas individuais e provas;


Bibliografia

Bibliografia Básica
  1. ANTUNES, I. Aula de português. São Paulo: Parábola, 2003.
  2. BAGNO, M. Preconceito linguístico: o que é, como se faz. 49 ed. São Paulo: Loyola, 2007.
  3. BAGNO, M. Nada na língua é por acaso: por uma pedagogia da variação linguística. São Paulo: Parábola Editorial, 2007.
  4. CEREJA, W. R.; MAGALHÃES, T. C. Português – Linguagens. Vol 1, 2 e 3. 9. ed. São Paulo: Saraiva, 2013.
  5. COSTA VAL. M. da G. Redação e textualidade. São Paulo: Martins Fontes, 1994.
  6. Désirée Org(s). Gêneros: teorias, métodos, debates. São Paulo: Parábola Editorial, 2005.
  7. FARACO, C. A; TEZZA, C. Prática de texto: língua portuguesa para nossos estudantes. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 1992.
  8. GERALDI, J. W. O texto na sala de aula: leitura & produção. 2 ed. Cascavel : Assoeste, 1984.
  9. KATO, M. A. No mundo da escrita: uma perspectiva psicolingüística. 4. ed. São Paulo: Ática, 1993.
  10. KAUFMAN, A. M.; RODRÍGUEZ, M. H. Escola, leitura e produção de textos. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.
  11. KOCH, Ingedore. A construção textual do sentido. In: ___. O texto e a construção dos sentidos. São Paulo: Contexto, 1997.
  12. SOARES, M. Linguagem e escola. Uma perspectiva social. 7. ed. São Paulo: Ática, 1989.
  13. SCHNEUWLY, Bernard; DOLZ, Joaquim. Gêneros orais e escritos na escola. Trad. e Org. Roxane Rojo e Glaís Sales Cordeiro. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2004.