Informações Gerais do Curso

De MediaWiki do Campus São José
Ir para: navegação, pesquisa

Dados gerais do Curso

  • Nome do Curso: Licenciatura em Química
  • Eixo/Área: Educação
  • Modalidade: Presencial, com 16% na modalidade EAD
  • Tipo de Ingresso: ENEM-SISU
  • Local da Oferta: Campus de São José
  • Turno da oferta: Noturno
  • Início do curso: 1º semestre de 2020
  • Periodicidade: Anual
  • Número de vagas: 36
  • Duração: 9 Semestres
  • Tempo mín. de Integralização: 6 semestres
  • Tempo máx. de Integralização: 18 semestres
  • Carga horária total: 3400 horas

Perfil do Curso

Justificativa do Curso

Com o Decreto 6.095 de 2007 os IFs devem dispor o mínimo de 20% de seu orçamento para a oferta de cursos de licenciatura e outros programas de formação pedagógica, sobretudo em áreas de ciências e matemática, objetivando a formação de professores(as) para a Educação Básica conforme as demandas locais e regionais. Segundo os dados disponibilizados pelo Censo Escolar e pelo Inep, há um déficit de professores(as) licenciados(as) nas escolas de ensino médio no Brasil. Conforme a tabela abaixo, apesar do diminuto crescimento no número de docentes com licenciatura, a realidade brasileira ainda está longe da ideal. Quase a metade dos profissionais em sala de aula não tem formação superior correspondente às disciplinas que lecionam. Estudos realizados no estado de Santa Catarina apresentam um quadro muito semelhante ao do contexto brasileiro. De acordo com os dados do Censo Escolar de 2014, em Santa Catarina apenas 49% dos docentes possuem habilitação para a área que lecionam. Desta forma, percebe-se a necessidade de capacitação dos profissionais de educação que estão atuando nas escolas brasileiras. Aliando o perfil desses profissionais com a missão dos Institutos, o IFSC – Câmpus São José optou pela oferta da habilitação em Licenciatura em Química. Essa decisão é corroborada também com o resultado das análises do Tribunal de Contas da União, divulgado em 2014, que identificou as trajetórias acadêmicas dos(as) professores(as), apontando Física como a unidade curricular com maior carência de formação docente. Em seguida, apareceu Química, com 15% do déficit e carência em 25 Estados. Assim, além da demanda geral de professores(as) com licenciatura na área que atuam, há a necessidade específica da formação de licenciados(as) em Química. Além disso, em 2017, o Censo Escolar apresentou detalhadamente a formação dos docentes que atuam no Ensino Médio. Novamente, apareceu Química como uma das unidades curriculares em que uma parcela significativa dos(as) professores(as) que atuam não têm licenciatura na área. Ademais, atualmente existem cinco cursos de Licenciatura em Química no Estado de Santa Catarina, oferecidos em três instituições públicas de ensino superior (IF-SC, UDESC e UFSC) e em duas instituições privadas (FURB e Unisul). Na região da Grande Florianópolis, são apenas dois cursos, um na UFSC e o outro no IF-SC Câmpus São José. O curso oferecido pela UFSC tem ingresso semestral (40 vagas/semestre) e é oferecido exclusivamente no período diurno, o que inviabiliza o acesso à formação superior dos docentes de Química que trabalham durante o dia. Portanto, considerando o contexto apresentado, a oferta do curso de Licenciatura em Química no IFSC São José no período noturno é justificada e permanece no plano de ofertas e vagas do câmpus.


Objetivos do Curso

O curso de Licenciatura em Química tem a finalidade de formar profissionais com ampla e sólida base teórico-metodológica para atuar na docência em Química no Ensino Fundamental, no Ensino Médio, na Educação Profissional de nível médio, na Educação de Jovens e Adultos, assim como em espaços educativos não formais, como Classes Hospitalares e cursinhos prévestibulares comunitários, dentre outros. Este curso visa a atender as necessidades socioeducacionais em consonância com os preceitos legais e profissionais em vigor, com participação ativa no desenvolvimento de processos pedagógicos, principalmente relacionados com o conhecimento da Química. Além disso, com este curso, pretende-se atingir os seguintes objetivos específicos:


  • Contribuir para a superação do déficit de docentes habilitados(as) na área de Química para a Educação Básica, especialmente para compor os quadros das redes públicas de ensino;
  • Fortalecer a formação de professores(as), em nível superior, para as diversas modalidades da Educação Básica, tendo no princípio da unidade entre teoria e prática a base para a atuação profissional em espaços escolares e não escolares;
  • Desenvolver práticas pedagógicas que articulem a ciência pedagógica às questões emergentes nos contextos da Educação Básica, com ênfase na Educação Química;
  • Oferecer uma consistente base de conhecimentos ao(à) aluno(a), de maneira a capacitá-lo(a) para resolver problemas no contexto da Educação Química e, especificamente, no Ensino de Química;
  • Conscientizar o(a) licenciando(a) sobre as relações entre Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente, de modo a desenvolver espírito crítico, científico, reflexivo e ético, bem como a compreender a importância da Educação para preservação da vida e do ambiente;
  • Desenvolver a capacidade de elaborar e disseminar conhecimentos desenvolvidos na área de Química, visando à leitura da realidade, ao desenvolvimento da Ciência e ao exercício da Cidadania;
  • Estimular o(a) estudante a desenvolver projetos acadêmicos e sociais, voltados às necessidades e às peculiaridades do contexto das escolas das redes públicas de ensino;
  • Construir bases teórico-metodológicas voltadas à organização e à gestão educacional, em especial a democrática;
  • Desenvolver ações que articulem ensino, pesquisa e extensão na perspectiva de fortalecer a função social do IFSC.

Perfil do Egresso

O(a) Licenciado(a) em Química é o(a) professor(a) que planeja, organiza e desenvolve atividades e materiais relativos à Educação Química. Sua atribuição central é a docência na Educação Básica, que requer sólidos conhecimentos sobre os fundamentos da Química, sobre seu desenvolvimento histórico e suas relações com diversas áreas; assim como sobre estratégias para transposição do conhecimento químico em saber escolar. Além de trabalhar diretamente na sala de aula, o(a) licenciado(a) elabora e analisa materiais didáticos, como livros, textos, vídeos, programas computacionais, ambientes virtuais de aprendizagem, entre outros. Realiza ainda pesquisas, coordena e supervisiona equipes de trabalho. Em sua atuação, prima pelo desenvolvimento do(a) educando(a), incluindo sua formação ética e a construção de sua autonomia intelectual e de seu pensamento crítico.