Dicas para escrita de texto científico

De IF-SC São José

Ir para: navegação, pesquisa

A LINGUAGEM USADA NO TEXTO

Um relatório ou trabalho científico deve ter uma linguagem técnica, de tal maneira que seja a característica fundamental do texto. Deve-se evitar ao máximo o uso de termos imprecisos, vagos e ambíguos, ainda que tenha que utilizar a linguagem natural.

TEMPO VERBAL

Uma dúvida corrente: o estudante deve produzir seu texto na primeira pessoa do singular ("eu acredito que...") ou na primeira pessoa do plural ("nós pensamos que...") ?

  1. O trabalho científico deve ter um caráter formal e impessoal. Por conta disso, deve-se evitar a construção da oração na primeira ou terceira pessoa do singular. Assim, por exemplo, deve-se utilizar as seguintes expressões: "conclui-se que", "percebe-se pela leitura do equipamento", "é válido supor", "ter-se-ia de dizer", "verificar-se-á" etc. Não é adequado, portanto, dizer: "conforme vimos no item anterior". Diz-se: "conforme visto no item anterior", ou, em vez de "dissemos que", "foi dito que" etc.
  • Quando você relata fatos científicos, ou trabalhos publicados use - Presente do Indicativo;
  • Quando você explicar o que fez ou que obteve - use o passado;
  • Então você pode usar: Presente na Introdução e na Revisão Bibliográfica;
  • Passado em Materiais e Métodos nos Resultados.
  • Exceções: se você atribui uma afirmativa a alguém - use passado;
  • Se você apresenta, na análise estatística - use o Presente
  1. Escreva com substantivos e verbos;
  2. Use frases curtas;
  3. Observe os tempos de verbo;
  4. Antes de começar a escrever, faça um plano, isto é, divida os assuntos em capítulos e em seções.

FONTE: http://www.facens.br/banco_arquivos/alunos/padrao_monografia.pdf

A monografia acadêmica deve transmitir com rigor formal as reflexões e considerações finais do(s) seu(s) autor (es). Para isso deve possuir:

  1. Clareza, precisão objetividade e consistência: utilização correta de terminologia e apresentação clara das idéias;
  2. Concisão: observação da objetividade na escrita, evitando-se repetições e abordagem direta do assunto. Lembrar que os parágrafos devem ser curtos (em torno de 7 a 14 linhas) e que exprimem uma unidade de raciocínio e quando esta muda, deve-se abrir um novo parágrafo;
  3. Impessoalidade: elaboração do texto utilizando-se de preferência a terceira pessoa no singular e verbo na voz ativa (sabe-se, entende-se, recomenda-se), :

"Pesquisa da sociologia atual no Brasil. Identificam-se três correntes de pensamento, baseado em modelos históricos, matemáticos e sociológicos. A diversidade da sociologia brasileira é explicada pelo estado da sociologia em geral e sua situação no país".

FONTE:MANUAL PARA NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS DA FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE OURINHOS

Os trabalhos acadêmico-científicos devem avaliar e descrever os fatos e fenômenos pela sua importância à humanidade, e não às pessoas que os publicam. Deve-se escolher a terceira pessoa do singular, com o uso da partícula SE, nos textos que serão escritos para apresentação dos mesmos. Esta é a forma usual para a exposição dos trabalhos à comunidade científica. Assim, ao invés de usar o verbo na primeira pessoa do singular "pesquisei..." ,deve-se escrever "pesquisou-se...". O tempo verbal poderá variar de acordo com a natureza do trabalho. No caso de monografia e dissertação de mestrado pode-se empregar o tempo presente quando há a referência do próprio trabalho pelo autor ("pesquisa-se..."); no pretérito perfeito("pesquisou-se...") e no pretérito imperfeito ( "pesquisava-se..."). No caso de projetos de trabalhos a serem realizados, o tempo verbal a ser utilizado é o futuro ("pesquisar-se-á..."). (PROETTI,2002)
Eu ou nós? Uma dúvida corrente: o estudante deve produzir seu texto na primeira pessoa do singular ("eu acredito que...") ou na primeira do plural ("nós pensamos que...")? A comunicação científica deve ter um caráter formal e impessoal. Por conta disso, deve-se evitar a construção da oração na primeira pessoa do singular. O mais adequado é construí-la com o"nós" ou utilizar-se de recursos que tomem o texto impessoal.Assim, por exemplo, as seguintes expressões: "conclui-se que", "percebe-se pela leitura do texto", "é válido supor", "ter-se-ia de dizer", "verificar-se-á" etc. Não é necessário, portanto, dizer: "conforme vimos no item anterior". Diz-se: "conforme visto no item anterior", ou, em vez de "dissemos que", "foi dito que" etc.. Apesar do uso do "nós" ou da expressão impessoal ser o mais indicado, pode acontecer de em determinados trechos do trabalho você ter de utilizar o "eu" para não prejudicar o entendimento.Variar-se-á, nesse caso, a forma para salvar a comunicação. (NUNES,2000:62)

FONTE: http://www.professorwellington.adm.br/tempo.htm

Exemplos da correta utilização dos verbos

A linguagem científica caracteriza-se por ser impessoal, informativa e técnica. Portanto deve-se evitar expressões como "eu penso", "parece-me", "como todo mundo sabe". O correto é escrever: Este trabalho procura demonstrar / Este trabalho procura abordar / Esta monografia tem como objetivo / O objetivo deste trabalho / Este trabalho tem o intuito de / O presente trabalho visa mostrar / Este trabalho foi elaborado para testar. O capitulo I descreve / mostra / analisa / examina / investiga. / procura demonstrar.

Em seguida apresenta-se uma relação de verbos classificados de acordo com a idéia que se quer exprimir:

FONTE:MANUAL PARA NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS DA FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE OURINHOS

Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Ações
Navegação
Ensino
Pesquisa
Extensão
Serviços
Imprimir/exportar
Ferramentas